Rosa Neto substitui Arménio Rodrigues na direção da ARCIAL

Depois de 12 anos sem aparecer qualquer lista candidata a assumir os destinos da Associação para a Recuperação de Crianças Inadaptadas de Oliveira do Hospital (ARCIAL), eis que uma equipa liderada por Rosa Neto é apresentada a sufrágio e é eleita para dar continuidade ao trabalho que vem sendo desenvolvido por aquela instituição.

A tomada de posse dos novos órgãos sociais está marcada para as 21h30 do próximo dia 12 de janeiro.

Com 54 anos, Rosa Neto tem um percurso de vida ligado à ARCIAL, onde foi professora, destacada pelo Ministério da Educação, durante alguns anos. Professora do Ensino Básico com formação na área do ensino especial, Rosa Neto encontra-se aposentada e assume o novo projecto acompanhada por Rui Dias, João Esteves, Graça Silva, Teresa Serra, entre outros.

O advogado Nuno Marques voltará a assumir o lugar de presidente da Assembleia Geral.

“A ARCIAL só foi notícia por boas razões”

Quando se aproxima o momento da saída, Arménio Rodrigues manifesta satisfação pelo aparecimento de uma lista, porque desde há 12 anos que tal não acontecia.

“Continuei na ARCIAL porque não apareciam listas candidatas”, explicou o ainda presidente daquela instituição, informando que cada lista só pode permanecer por dois mandatos consecutivos.

Volvidos 16 anos, Arménio Rodrigues regozija-se pelo trabalho realizado e garante sair com o sentimento de “missão cumprida”. Ao correiodabeiraserra.com não deixa contudo de lamentar os atrasos verificados na concretização dos projectos essenciais para a instituição.

A menos de uma semana para a passagem do testemunho, o ainda dirigente confessa-se satisfeito por deixar a instituição “melhor” do que quando entrou. Porque até ao dia 12 continua a ser o presidente da direção, Rodrigues adianta que estes últimos dias são de “alguma azáfama” para “deixar tudo pago”.

“Na ARCIAL nada foi feito com crédito e sempre a pronto pagamento”, frisou, lamentando que tenham sido precisos 16 anos “para a ARCIAL ter condições mais dignas”.

Para além de ter assistido à inauguração, em Fevereiro de 2010, do Centro de Actividades Ocupacionais, Arménio Rodrigues orgulha-se também de, em breve, ser dado início à construção de duas residências autónomas, cada uma com capacidade para cinco pessoas.

“A ARCIAL só foi notícia por boas razões”, afirmou o dirigente, garantindo que sempre fez o seu trabalho, sem nunca se preocupar com “protagonismos”.

Com 30 anos de actividade, a ARCIAL é frequentada por 50 utentes na valência de Centro de Actividades Ocupacionais, 30 em formação profissional e 11 pessoas na empresa de inserção.

LEIA TAMBÉM

Oliveira do Hospital recebe final da etapa da Volta a Portugal de homenagem às populações afectadas pelos incêndios e Marcelo acompanha caravana

A 80.ª edição da Volta a Portugal em bicicleta vai passar por alguns concelhos afectados …

FPF entregou casa reconstruída a família de Oliveira do Hospital

Uma família de Oliveira do Hospital recebeu hoje a casa onde vivia antes dos incêndios …