Rotary Club cumpre missão social com a entrega de camas articuladas

 

Destina-se à comunidade, a oferta que o Rotary Club de Oliveira do Hospital fez esta semana à Fundação Aurélio Amaro Diniz (FAAD) e Centro Social e Paroquial de Ervedal da Beira.

Trata-se de duas camas articuladas que se destinam à modalidade de empréstimo domiciliário com o objetivo de suprir as carências das famílias que não tem condições financeiras para adquirir tal equipamento.

A oferta efetuada em plena quadra festiva surge no cumprimento da missão social a que o Rotary Club se propõe em cada ano e traduz-se num investimento unitário de cerca de 512 Euros suportado pela candidatura efetuada à Fundação Rotária, Rotary Club de Oliveira do Hospital e também pelas instituições beneficiárias do equipamento.

“O Rotary tem a sua função social e com esta entrega cumpre o seu objetivo”, afirmou a presidente do Rotary Club, por ocasião da entrega oficial dos equipamentos que decorreu no Centro Social e Paroquial de Ervedal da Beira, encarando as instituições beneficiárias como “fiéis depositárias do material que vai estar ao serviço da comunidade, em particular em situações de doença”.

A dar também por encerrado mais um ano de trabalho do Rotary Club, Paulo Mendonça – a segunda mulher presidente do Rotary Clube em 18 anos – garantiu que “o grupo vai continuar a trabalhar e a beneficiar a comunidade”. Para o efeito, adiantou que o clube rotário está aberto a “propostas” e está sempre recetivo à colaboração das instituições para que consiga dar resposta às necessidades mais prementes.

Às portas de um novo ano que se espera “menos favorável”, a presidente dos rotários oliveirenses revelou-se confiante numa maior solidariedade porque “em 201, iremos ser todos mais precisos”.

“Este equipamento vem colmatar mais uma lacuna que temos”, começou por referir o presidente do Conselho de Administração da Fundação Aurélio Amaro Diniz, aludindo ao facto de haver “poucas” valência de lar e de existir cada vez mais famílias a necessitar deste tipo de equipamentos e sem possibilidades para a sua aquisição.

Para Álvaro Herdade “cabe às instituições dar uma mãozinha e emprestar estes equipamentos”, para além de que também considera importante “não deslocar os idosos das casas”.

“Esta filosofia é muito importante e serve de motivação para todos nós que é de não retirar os nossos idosos das casas e de reforçar o apoio domiciliário”, sustentou o responsável que também elogiou a iniciativa da Câmara Municipal de requalificação das habitações dos idosos, para que ali permaneçam o maior tempo possível”.

Na opinião do conhecido médico cabe às instituições assegurar os cuidados de higiene e conforto aos idosos e angariar mais meios para conseguir comprar equipamentos desta natureza.

O presidente da direção do Centro Social e Paroquial de Ervedal da Beira valorizou a ação “não apenas solidária, mas caritativa” e a mais valia que representa quer para a instituição, quer para os que dela vão beneficiar.

“Esta entrega vai continuar a ajudar pessoas sem olhar a quem e permitirá certamente continuar a cumprir a missão desta instituição”, referiu o pároco Orlando Henriques, garantindo que a instituição fará “bom uso do equipamento”.

LEIA TAMBÉM

Coordenador do centro de saúde de Tábua alerta para consultórios sem lavatórios

PSD de Oliveira do Hospital quer atenuar encargos com medicamentos por parte das famílias mais carenciadas

O grupo de eleitos do PSD na Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital apresentou hoje …

Fobia social pode ser causa de insucesso nos exames escolares. Autor: Joaquim Cerejeira

Os jovens que sofrem de fobia social têm maior dificuldade em superar as provas orais …