Rui Rio chocado com o que encontrou no Centro de Saúde de Oliveira do Hospital

O líder do PSD ficou estupefacto com o estado que encontrou no Centro de Saúde de Oliveira do Hospital onde um equipamento médico não está a funcionar desde Fevereiro devido a uma avaria. Esta foi apenas um dos aspectos que deixou Rui Rio preocupado com aquilo que encontrou na visita que ontem realizou ao concelho oliveirense.

“Fiquei chocado com a realidade que encontrei, particularmente por verificar que até uma máquina de radiologia está parada há mais de dois meses por uma avaria cuja reparação se estima em 300 a 400 euros, obrigando as pessoas a grandes deslocações e despesas. Além disso a técnica parada está a olhar para a máquina que não funciona. Não se compreende. Penso que a descentralização pode ajudar a resolver estes problemas”, frisou o líder social-democrata.

Rui Rio ficou também surpreendido com a falta de apoios existentes para as vítimas dos incêndios, particularmente os agricultores. “Não tinha ideia que havia uma descriminação tão grande entre os apoios para os agricultores e para a indústria. Para a indústria não está bem, mas ainda assim existem. Agora para a agricultura não há apoios. A única coisa nova que existe é a isenção da taxa social única, tudo o resto já existia”, sublinhou, revelando que esta atitude do Governo prejudica em demasia o relançar da vida das pessoas. “Além disso, os apoios são feitos com base em tabelas que estão muito distantes dos actuais opressos de mercado”, disse.

Mas em relação à indústria também se mostrou preocupado por verificar que os apoios previstos no papel, ao fim de todo este tempo, ainda não chegaram aos empresários. “Naturalmente que os apoios não chegando, as pessoas não conseguem recomeçar, não remessando vão perdendo mercado e depois tudo será mais difícil. O Governo tem de rever esta situação”, rematou.

LEIA TAMBÉM

Feridos nos fogos que afectaram Oliveira do Hospital estão isentos de taxas moderadoras e têm medicamentos gratuitos

As vítimas dos incêndios de Junho e de Outubro do ano passado, que afectaram, entre …

Oliveirense Paulo Campos entre ex-governantes de Sócrates sob escuta e pode vir a ser constituído arguido

O processo que investiga Parcerias Público-Privadas Rodoviárias, ao fim de sete anos, está na recta final …