Onde está a caleira? Autor: João Paulo Albuquerque

Ruim, é a capa que os seus não tapa… Autor: João Paulo Albuquerque

“Se o desonesto soubesse a vantagem de ser honesto, ele seria honesto ao menos por desonestidade”, afirmou Sócrates aquele que disse também “não ser Ateniense nem Grego, mas cidadão do mundo”.

Não querendo apreciar, criticar ou questionar a honestidade ou falta dela a ninguém, não posso deixar em claro que a resposta do Engº João Nunes aos leitores do CBS relativamente à “incubação” da empresa “Formallize, Lda” na Associação BLC3 não me convenceu, antes pelo contrário, levantou-me mais questões e dúvidas.

“A Formallize, Lda apresentou um projeto próprio à Incubadora da BLC3 o qual está em fase de pré-incubação (diferente de incubação), ou seja, em fase de análise e que decorre do próprio regulamento de incubação.”

Com esta afirmação de João Nunes, depreendo que a fase de pré-incubação será a fase de análise, sendo posteriormente incubada quando o resultado da análise o permitir.

Mas se ainda não saiu o resultado da análise por que razão consta esta empresa no local das empresas incubadas no sítio da internet da BLC3? Se a análise ainda não foi concluída porque é que a BLC3 a deixou ocupar aquele espaço? Através do mesmo sítio, observa-se que algumas das empresas têm para além da sua sede, o seu espaço físico em salas da Associação, partilham a mesma morada, alugam, ou são-lhe cedidos esses espaços. No caso da Formallize, Lda, o espaço é virtual, tal como é a sua pré-incubação: virtual. No entanto, a empresa Formallize, Lda com o NIF 510964338, tem a sua sede social na Av. Calouste Gulbenkian, Nº 71, Zona Industrial
3400-060 Oliveira do Hospital, precisamente a mesma morada da Associação BLC3. A pré-incubação virtual, mesmo sem o resultado da análise que se encontra em curso dá-lhes o direito de partilharem a morada e usarem o sítio da BLC3? Esta ocupação, este uso é real, não é virtual.

Sabe-se quem são os sócios da Formallizze, Lda, conhecem-se as suas competências profissionais. Terão ludibriado a gestão e a administração da BLC3? Terão usado esta morada para sede sem o conhecimento dos gestores e administradores da BLC3? Ou não? Terá a gestão e a administração da BLC3 permitido o seu uso?

Muitas questões ficam por responder e muitas dúvidas por esclarecer. O direito à resposta, publicado no CBS, não passa, na minha opinião, de uma tentativa de “tapar o sol com a peneira”, pois só vem aumentar as desconfianças. Desconfianças de uma Associação que não publica as suas contas anuais. De uma Associação em que se desconhecem os seus corpos gerentes. Onde tudo funciona em clubes: é o clube 3i Investigação, é o clube de Jovens Agricultores, é o clube de Jovens Empreendedores. Enfim, basta relembrar as palavras do Sr. Presidente da Câmara na Assembleia Municipal de 27/06/2013: “Uma parte do financiamento da BLC3 é um subsídio mensal que foi aprovado em reunião de Câmara que é de nove mil euros. Até se colocou nove mil euros porque era a verba que recebia um clube de futebol.”

Tal como todos os Oliveirenses, espero ver brevemente dissipadas as minhas dúvidas. Aguardo que o Engº João Nunes venha clarificar estas situações. Quando o fizer, se tal vier por comunicado, que o mesmo seja assinado com a designação do cargo que ocupa na Associação. Não quero crer que todos os envolvidos joguem no mesmo clube.

 PS: Aproveito este espaço para parabenizar a CMOH e o FCOH, pois fui informado que se está a efectuar a colocação da caleira no beiral da cobertura da pala do estádio, onde estavam umas chapas que não passavam de lixo. Espero que esta caleira cumpra com eficiência a sua função sem entupir, dando origem à limpeza do terreno do vizinho. Podem também aplicar uma escada com as devidas protecções no estádio para acesso à cobertura.

 Onde está a caleira? Autor: João Paulo AlbuquerqueAutor: João Paulo Albuquerque

 

 

LEIA TAMBÉM

Cristiano Ronaldo “CR7”: A máquina publicitária de “alta competição”… Autor: João Dinis

Para descontrair, vamos revisitar uns temas do nosso “futebolês” – designação que em geral propomos …

CM de Oliveira do Hospital pretende alienar capital que ainda detém na BLC3

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital vai propor numa das próximas Assembleias …

  • Sr. Viegas

    Pré-incubada, a incubar ou já incubada…tanta parra e pouca uva..O que faz afinal a BLC3? Caso se enchessem balões, o edifício já voava, de tantos anos na mesma prática…sendo assim, fica ao critério de cada um saber o que se faz por lá (se é que se faz)!

  • Desintupidor

    Será que agora é a incubadora que anda obstruída?