Sabores e tradições uniram freguesias do “coração do concelho”

Uma união que foi elogiada pelo presidente da Câmara Municipal que se voltou a opor à extinção de qualquer freguesia.

Os melhores “sabores e tradições do coração do concelho” concentraram-se no parque do Sr. Das Almas, em Nogueira do Cravo, no âmbito de uma ação dinamizada pelo Contrato Local de Desenvolvimento Social (CLDS) – TEAR e juntas de freguesia da zona central do concelho. Com as boas condições meteorológicas a darem uma “mãozinha” à festa, a iniciativa primou pelo bom envolvimento das juntas de freguesia – Bobadela, Lagos da Beira, Lajeosa, Nogueira do Cravo, Oliveira do Hospital, S. Paio de Gramaços e Travanca de Lagos – que logo disseram presente ao repto que lhes foi lançado pela equipa do TEAR.

Uma atitude elogiada pelo presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital que, na abertura oficial do certame, disse ser esse o seu método de trabalho. “É uma nova mentalidade que estamos a construir no concelho”, observou José Carlos Alexandrino que, ao participar num evento que decorreu na freguesia que, nos últimos dias, deu que falar por “uma razão extremamente desagradável”, voltou a invocar a “união” para reiterar a sua oposição à extinção de qualquer freguesia.

“Tem havido solidariedade entre todas as freguesias”, referiu, chegando até a constatar que, neste processo, os presidentes de junta “têm dado uma lição de que é possível ver os problemas sem ser pelo emblema político”.

Alexandrino voltou assim a opor-se à “lei do governo” que quer “extinguir Nogueira do Cravo”, mas garantiu não mudar de opinião no que respeita àquilo que deve ser a postura da Assembleia Municipal relativamente a este processo.

“Aquilo que eu quero é que não haja extinção de qualquer freguesia”, insistiu, opondo-se assim ao que vem sendo defendido pelos nogueirenses e pela oposição na Assembleia e executivo municipal no sentido de a Assembleia Municipal efetuar pronúncia em defesa de Nogueira do Cravo e assinalar as restantes freguesias a extinguir no concelho.

Numa iniciativa que tem a assinatura do CLDS – TEAR, o presidente da autarquia alertou para o fim do projeto que “tem prestado serviço relevante ao concelho”. Alexandrino garantiu que vai sensibilizar o ministro da solidariedade social no sentido de impedir o fim do projeto, porque se tal acontecer o concelho “ficará muito mais pobre”.

“Têm sido extraordinários e briosos e feito um extraordinário trabalho para superar problemas do concelho”, frisou, reportando-se a todos os elementos que integram o TEAR.

Anfitrião da iniciativa, o presidente da Junta de Freguesia de Nogueira do Cravo regozijou-se por o evento decorrer no Parque do Sr. Das Almas. “É uma honra”, disse Adelino Henriques, grato por os artesãos e instituições ali apresentarem o que de melhor existe no “coração do concelho”.

LEIA TAMBÉM

Candidato do PSD a Travanca promete “um presidente para todos os dias e não apenas para o fim-de-semana”

O PSD apresentou ontem publicamente a lista candidata à Assembleia de Freguesia de Travanca de …

Festival “Origens” de Travanca de Lagos agendado para o próximo fim-de-semana

Os Jovens da Liga de Travanca de Lagos apresentam, de sexta-feira a domingo, mais uma …