Sampaense com brilho de campeão

No sábado recebeu o Queluz, 3º classificado, e no domingo deslocou-se a Ílhavo para discutir o primeiro lugar com o Illiabum.

Perspectivavam-se dois jogos muito difíceis porque iriam ajudar a decidir em muito o resultado final da fase regular da Proliga, uma vez que se defrontavam os actuais 3 primeiros classificados.

Vindo de uma prestigiante vitória frente ao F. C. Porto, a equipa beirã via o seu colectivo numa boa fase anímica e a vitória destes dois jogos seria sem dúvida um bom tónico para a restante época.

Sampaense 79 – 75 Queluz

Depois do Queluz ter saído vencedor no jogo em sua casa, desta vez em S. Paio de Gramaços esperava-se uma resposta à altura por parte dos homens de Emanuel Seco. O jogo iniciou-se com um equilíbrio muito evidente entre ambas as equipas.

O Queluz acabou por vencer o primeiro período fruto a uma defesa menos conseguida por parte da equipa da casa, mostrando alguma displicência frente a um adversário muito concentrado e eficaz. No segundo período foram feitas algumas correcções, sobretudo a nível da postura defensiva e os frutos foram colhidos antes do intervalo com o Sampaense a vencer o segundo período. O jogo foi para intervalo com o Queluz à frente no marcador por 38-43.

Na segunda parte a superioridade foi toda da equipa do Sampaense que soube dar a volta ao resultado, respondendo da melhor forma à defesa muito pressionaste dos visitantes. A espaços o Queluz voltava a aproximar-se, mas com toda a concentração possível, a equipa beirã conseguia gerir a magra vantagem que tinha conquistado.

O resultado final foi de 79-75 com todo o mérito para a equipa do Sampaense que mostrou uma fibra de verdadeiro candidato ao título de campeão.

O MVP da partida foi o decisivo Kendell Craig com 26 pontos, 4 ressaltos e 4 assistências. Em igual destaque no Sampaense estiveram Hélder Carvalho com 13 pontos e 7 ressaltos e Anastácio Sami com 11 pontos e 5 ressaltos.

No Queluz destacaram-se Ricardo Rodrigues com 19 pontos, Mohamed Camará com 15 pontos e Jorge Afonso com 11 pontos.

Illiabum 70 – Sampaense 72

Jogar em Ílhavo é sempre muito difícil, não só pela qualidade do plantel local, mas muito também pelo apoio que a equipa tem numa povoação em que o basquetebol é rei.

A partida começou com um ritmo muito elevado, mas com uma ligeira superioridade da equipa da casa. Muito perdulários os visitantes mostraram algum desacerto nos lances defensivos nos primeiros minutos. O Illiabum aproveitou e solidificou a sua liderança no marcador. O Sampaense via a história do jogo complicar-se e precisou da união de todos os seus jogadores para resistir e dar a volta ao marcador, que ao intervalo registava o resultado de 36-26, favoráveis à equipa da casa.

No reatar da partida os visitantes impõem um parcial de 10-0 e voltam em força para discutir o resultado final. Após esta entrada forte, o jogo ficou marcado por um episódio caricato pela desonestidade implícita. Francisco Rodrigues fintou a fraca dupla de arbitragem e frente ao seu amigo e colega de profissão encenou uma queda ao chão que levou o árbitro, que nem sequer viu a jogada, a expulsar Anastácio Sami. Nesta fase o ambiente no pavilhão estava ao rubro, os árbitros não aguentaram a pressão e estragaram um pouco a imagem de um excelente jogo de basquetebol entre os dois primeiros classificados.

O jogo continuou muito emotivo, o Sampaense conseguiu equilibrar o marcador e poderia até ter ganho o jogo nos 40 minutos, mas mais uma vez os senhores do apito não marcaram uma evidente falta a Kendell Craig, que o deixava na linha de lance livre com o jogo empatado e sem mais segundos para gastar.

O jogo ficou empatado a 61 pontos e teriam de ser jogados mais 5 minutos para encontrar o vencedor.

No prolongamento o Sampaense mostrou-se mais concentrado e eficaz frente a um Illiabum nervoso e carenciado de processos colectivos para manter os níveis de eficácia. Ganhou a melhor equipa por 70-72. O Sampaense mostrou muito carácter e garra, num fim-de-semana decisivo mostrou porque desde o início assumiu a vontade de ser campeão.

O MVP da partida foi novamente Kendell Craig com 29 pontos, 8 ressaltos e 3 assitências. Destacaram-se também neste jogo Jorge Sing com 22 pontos, 6 ressaltos e 6 assistências, e Juan Wyatt com 12 pontos e 11 ressaltos.

No Illiabum evidenciaram-se Miles Daniels com 27 pontos, James Roberts com 14 pontos e Francisco Rodrigues com 7 pontos.

Nota positiva para a prestação de toda a equipa do Sampaense que conseguiu duas vitórias muito suadas e importantes na conquistas dos seus objectivos para esta época.

Nota negativa para a dupla de arbitragem que num jogo que tinha tudo para ser exemplar conseguiu enervar ambas as formações e estragar o espectáculo com uma fraca performance. Um jogo entre os dois primeiros classificados da Proliga merecia mais atenção por parte de quem designa os árbitros e também por parte de quem designa os jogos a ser televisionados.

Por: pnv

LEIA TAMBÉM

Cristiano Letal Ronaldo

Joelhos na relva, punhos cerrados, sorriso rasgado, olhos fechados, cabeça bem erguida e o grito …

Trail Running Serra da Estrela

A maior aventura de Trail Running em Portugal está de regresso à Serra da Estrela com participantes de 16 países

Seia vai realizar de 9 a 11 de Junho, pelo quarto ano consecutivo a sétima …