O Sampaense disputou a primeira jornada dupla desta nova época, deslocando-se a Ponte de Sôr no sábado para jogar com o Eléctrico F.C. e no domingo...

Sampaense em jornada dupla de sucesso

… jogando em casa frente ao Atlético.

Eléctrico F. C. / 75 – 84 / Sampaense Basket

A deslocação a Ponte de Sôr será talvez uma das mais longas e duras para a equipa, fruto da distância e dos acessos à localidade do Alto Alentejo.

Perspectivava-se um jogo difícil, não só pelo cansaço que a viagem poderia causar, mas também pelas qualidades do adversário, recém promovido à Proliga.

A primeira parte iniciou-se com domínio beirão. A equipa do Sampaense entrou forte em jogo, combatendo de forma segura a virilidade do adversário que jogou sempre no limite do jogo aceitávelmente físico. Mantendo uma defesa sólida, que vem caracterizando este Sampaense de Emanuel Seco, o jogo vai para intervalo com o resultado de 34-49.

No início da segunda parte, a equipa da casa consegue superiorizar-se devido a uma pressão a campo inteiro, mas com muitos contactos excessivos permitidos, que intimidaram fisicamente a equipa visitante impedindo o jogo colectivo. Foi de tal forma intenso que alguns jogadores do Sampaense acabaram por sair tocados, sem terem a possibilidade de voltar a entrar em campo. Já no quarto período o Eléctrico consegue aproximar-se no resultado, mas quando era quase evidente que iriam dar a volta ao marcador, o jogo exterior dos beirões apareceu, com Nuno Soares decisivo, e a vantagem no marcador manteve-se até final.

O Jogo termina com uma vitória suada por parte do Sampaense por 75-84.

O MVP da partida foi Kevin Jolley que marcou 23 pontos. Destacaram-se também no Sampaense Nuno Soares com 15 pontos, Jorge Sing com 14 e Kendell Craig com 13 pontos.

No Eléctrico estiveram em evidencia Jonathan Walker com 23 pontos, Danilson Vieira com 19 pontos e Paulo Raminhos com 11 pontos.

Sampaense Basket / 96 – 59 / Atlético C. P.

Após a cansativa viagem e o jogo desgastante do dia anterior, na passada tarde de domingo o Sampaense recebeu em sua casa o Atlético C. P. para aquele que foi a 3º jornada da Proliga 2008/09.

O pavilhão Serafim Marques já se habitou há muito a ver as suas bancadas bem compostas, mas com o desempenho deste ano da equipa da casa, os adeptos compareceram em peso para acompanhar este inicio de época promissor e a equipa agradece.

O jogo iniciou-se com uma entrada avassaladora por parte do Sampaense. Com uma defesa extraordinária, a equipa beirã impediu que o Atlético conseguisse atacar o cesto durante largos minutos, no contra-ataque os jogadores da casa mostravam-se eficientes e a jogar um basquetebol fluente e prático. O primeiro período termina com o resultado de 23-10.

No segundo período o desenrolar da partida não sofreu alterações e mesmo sem Seco Camará que se encontrava impedido de jogar, lesão contraída no jogo de sábado, o Atlético não chegou sequer a fazer frente ao Sampaense e o jogo vai para o intervalo com o resultado de 51-22.

No reatar da partida, Emanuel Seco fez entrar em campo o cinco inicial, mas após constatar que muito dificilmente os visitantes poderiam dar réplica ao excelente jogo da formação beirã, entraram em campo os jogadores com menos minutos. Assim, além de dar descanso aos titulares das duas partidas, Eléctrico e Atlético, Emanuel Seco dava minutos aos seus jogadores de banco. A partir daqui o Atlético conseguiu equilibrar um pouco mais o jogo, mas o Sampaense não se deixou desequilibrar. Com Nuno Soares e Filipe Matos a mostrar um jogo exterior brilhante, o “banco” do Sampaense levou o barco a bom porto, vencendo o jogo por 96-59, mostrando uma superioridade evidente e uma forte confiança por parte de todas as unidades disponíveis.

O MVP da partida foi Kevin Jolley com 19 pontos, 8 ressaltos e apenas 24 minutos em campo. Destacaram-se também no Sampaense Filipe Matos com 14 pontos, Nuno Soares com 15 pontos, Kendell Craig com 13 pontos e vai um destaque especial para André Santos que fez 2 pontos e uma prestação promissora.

PNV

LEIA TAMBÉM

O Bava da Bola

Um tal Bava, Zeinal de primeiro nome, foi presidente executivo durante anos da PT. Em …

Aquela máquina…

Dois golos de Cristiano Ronaldo e um de André Silva asseguraram a vitória de Portugal …