Sampaense: Jornada cruzada com vitória segura

… não tem vindo a realizar uma época notável, mas sendo uma equipa da liga tinha sempre o favoritismo do seu lado, quer pelo orçamento necessário, quer pelos jogadores do seu plantel.

O jogo iniciou-se a bom ritmo com supremacia da equipa da casa. Os jogadores do Sampaense mostravam que o colectivo está coeso e a trabalhar com qualidade, revelando novamente a sua grande postura defensiva, factor que impedia o Ginásio de responder à altura. O primeiro período terminou com o resultado de 26-19. No segundo período o Ginásio continuava a não conseguir dar réplica e o jogo exterior da equipa da casa aumentava a diferença no marcador. Com naturalidade o Sampaense levou o jogo para intervalo com o resultado favorável de 45-28.

Este jogo revestia-se também de um interesse especial devido à estreia de um jogador que veio colmatar a desistência de Pedro Pinho. Anastácio Sami com 2,07 metros veio do extinto Belenenses para jogar a poste pelo Sampaense. O terceiro período acabou por ser característico nos jogos da equipa beirã. Até à data tem sido frequentemente o período menos eficaz da equipa de Emanuel Seco. Assim, assistiu-se a um crescer do Ginásio que, apoiado numa sucessão de alguns “turn-overs” por parte do Sampaense, recuperou confiança e venceu este período com um parcial de 9-17.

Com o início dos últimos 10 minutos e com o aproximar pontual dos visitantes o jogo tornou-se mais rápido e mais disputado. O jogo exterior da equipa da Figueira da Foz apareceu, mas o Sampaense combateu esse factor com um colectivo cada vez mais unido onde todas as peças aparecem como essenciais no funcionamento da táctica em campo.

Nos últimos minutos os beirões jogaram sem as suas unidades americanas, mas mesmo assim o desempenho da equipa não baixou e os elementos com menos minutos conseguiram equilibrar as contas. Muito devido à sua prestação, o jogo termina com a vitória justa do Sampaense por 86-75.

Após duas derrotas sofridas, frente ao Benfica e Queluz, o Sampaense volta novamente ao rumo das vitórias garantindo assim o primeiro lugar da competição com 9 pontos os mesmos que o Angra.

O MVP da partida foi Kendell Craig com 23 pontos e 4 ressaltos. Estiveram em igual destaque na equipa do Sampaense Vítor Farinha com 16 pontos Nuno Soares com 13 pontos e Hélder Carvalho com 10 pontos e 11 ressaltos.

No Ginásio evidenciaram-se o ex-Sampaense Dustin Brown com 21 pontos, Jonh Torson com 18 pontos e José Costa com 17 pontos.

Por PNV

LEIA TAMBÉM

Gouveia recebe Campeonato Mundial Trial de motos

O Parque da Senhora dos Verdes, em Gouveia, vai receber, entre os dias 23 e …

Luís Mota voltou a vencer as 100 milhas do Oh Meu Deus – Ultra Trail Serra da Estrela

O atleta Luís Mota, do Clube do Benfica de Abrantes, venceu as 100 milhas do …