Sampaense obtém primeira vitória na LPB

Quer pela experiencia do adversário, quer pela qualidade das suas unidades, todos sabiam que este seria um jogo muito difícil para a equipa beirã que tinha como objectivo contrariar o favoritismo do adversário e tentar conseguir entrar da melhor maneira nesta competição.

O jogo iniciou-se com supremacia dos visitantes que aproveitaram os imensos “turn-overs” criados pelos jogadores do Sampaense para subir no marcador. A espaços a equipa da casa reagia e voltava a equilibrar as contas, mas mal o conseguia, voltava a cometer algum erro e dava nova vantagem ao adversário.

No segundo período a desconcentração beirã cresceu ainda mais e mostrando algumas fragilidades defensivas o Sampaense viu o Barreirense criar a maior vantagem pontual, chegando a estar a 16 pontos de vantagem no marcador.

O jogo vai para intervalo numa altura em que para muitos a hipótese de o jogo dar a volta era uma miragem. Após o intervalo o Sampaense transfigurou-se. Cláudio Figueiredo tratou de alinhar as suas unidades e estimular a sua concentração.

No reatar da partida a equipa da casa apresentou-se quase sem falhas. Defensivamente muito mais agressivos e certeiros, no ataque a qualidade e eficácia dos movimentos foi muito melhor e conseguiu-se ver um basquetebol atractivo que deixou o público nas bancadas a apoiar a sua equipa de forma bem audível.

No segundo período o Sampaense recuperou bastante na desvantagem do intervalo, bastava agora um último quarto de igual qualidade para reforçar o crescimento visível da equipa beirã. E foi sem dúvida o que aconteceu. O jogo cresceu de ritmo e com isso a emoção tomou conta do pavilhão Serafim Marques.

O Sampaense equilibrou o marcador e a qualidade de jogo era nesta fase excelente. O Barreirense puxava de todos os seus galões, mas foram os jogadores da casa a brilhar e com um discernimento assinalável conseguiram manter os níveis de concentração até final. Os 40 minutos de jogo acabam empatados e foi necessário recorrer a um prolongamento. Os 5 minutos adicionais foram jogados a um bom nível, as equipas estiveram muito equivalentes e foram momentos emocionantes que se viveram neste período.

O que se viu nesta fase foram duas equipas de qualidade a lutar pela vitória, mas nos momentos decisivos foi o Sampaense que conseguiu melhor eficácia e que no final saiu vitorioso. Vitória importante do Sampaense que assim viu a sua equipa crescer em campo, quer em qualidade quer em espírito de união, frente a um Barreirense com muita qualidade que desta vez não teve a sorte do jogo.

O MVP da partida foi Pedro Pinto do Barreirense com 26 pontos, 6 ressaltos e 7 assistências.

Estiveram em igual destaque João Santos com 23 pontos e José Silva com 15 pontos. No Sampaense evidenciaram-se Tai Crutchfield com 31 pontos e 7 assistências, Jabyron Wilson com 27 pontos e 10 ressaltos e João Balseiro com 19 pontos e 6 ressaltos.

Por PNV

LEIA TAMBÉM

Gouveia recebe Campeonato Mundial Trial de motos

O Parque da Senhora dos Verdes, em Gouveia, vai receber, entre os dias 23 e …

Luís Mota voltou a vencer as 100 milhas do Oh Meu Deus – Ultra Trail Serra da Estrela

O atleta Luís Mota, do Clube do Benfica de Abrantes, venceu as 100 milhas do …