Sampaense regressa às vitórias

Seria sempre um jogo muito complicado, não só pelo plantel bastante forte, como também pela moral que a vitória sobre o Física dava aos nortenhos.

Como foi referido atrás, a anterior vitória do Barcelos frente ao Física de Torres Vedras da LPB, aumentou por via da motivação a qualidade do plantel local, que poderia aproveitar uma fase menos boa da formação beirã para conseguir uma preciosa vitória. Já sem Seco Camará no plantel o Sampaense viu o jogo iniciar-se muito equilibrado mas com supremacia da equipa da casa.

Mais consistentes no jogo exterior, os jogadores do Barcelos venceram o primeiro período frente a um Sampaense em desacerto ofensivo. Com a melhoria defensiva dos visitantes o resultado equilibrou-se, mas sempre que o Sampaense poderia dar a volta ao marcador, os jogadores da casa a davam uma resposta convicta, mesmo assim não evitaram uma notória superioridade dos visitantes que levaram o jogo empatado para intervalo.

A baixa pontuação no marcador reflectia a superioridade da defesa em contrapartida ao ataque de ambas as formações. O terceiro período foi o mais nivelado de todos, as equipas pareceram despertar para o jogo após o intervalo e o jogo tornou-se mais rápido e intenso.

Sem nenhum das equipas conseguir uma superioridade evidente, o resultado final ficou em aberto para os últimos 10 minutos. Nesta fase o Sampaense puxou dos seus galões de candidato assumido ao título e conseguiu mostrar porque o disse. Ofensivamente mais eficazes e defensivamente mais organizados os beirões conseguiram superioridade no jogo, controlou ao seu ritmo o andamento dos últimos minutos e conseguiu vencer a partida justamente frente a um opositor muito forte.

O resultado final foi de 59-65 e foi conseguido nos minutos finais do jogo, revelando uma força colectiva muito importante para os restantes jogos da fase regular. 

Em  destaque no Sampaense estiveram Kendell Craig com 26 pontos e Hélder Carvalho com 9 pontos. No Barcelos evidenciaram-se Carlos Fechas com 16 pontos, Francisco Machado com 13 pontos e Oladoyin Akinyanju com 10 pontos.

PNV 

 

LEIA TAMBÉM

Cristiano Letal Ronaldo

Joelhos na relva, punhos cerrados, sorriso rasgado, olhos fechados, cabeça bem erguida e o grito …

Trail Running Serra da Estrela

A maior aventura de Trail Running em Portugal está de regresso à Serra da Estrela com participantes de 16 países

Seia vai realizar de 9 a 11 de Junho, pelo quarto ano consecutivo a sétima …