Santa Casa de Galizes espera concluir obras do novo lar até ao final do ano

Há muito aguardada pela provedoria da Santa Casa da Misericórdia de Galizes, a obra de construção do novo lar e residência autónoma deverá ficar concluída no próximo mês de Dezembro, permitindo à instituição duplicar a resposta até aqui assegurada no que àquela valência diz respeito.

A imponência do edifício ainda em obras deixa adivinhar a qualidade do apoio que a Santa Casa da Misericórdia de Galizes esperar prestar, a partir do próximo ano, aos novos 41 utentes da instituição. Depois de algum impasse em torno de um projeto há muito esperado pela instituição, a construção do novo lar e residência autónoma segue a bom ritmo, tudo apontando para que em dezembro se assista à conclusão dos trabalhos. Em causa está um investimento de cerca de 2,1 milhões de Euros, financiados em 75 por cento pelo Programa Operacional de Potencial Humano, havendo porém indicação de que o financiamento da construção da obra de reconhecida importância social chegue aos 90 por cento.

Com a obra do novo lar e residência autónoma, que representa, por esta altura, o maior investimento no concelho de Oliveira do Hospital, a Santa Casa da Misericórdia de Galizes vai duplicar a resposta em valência de lar residencial. Para além dos 40 utentes a que já presta apoio, no novo espaço, a instituição conta acolher 41 novos utentes, cinco dos quais em residência autónoma. Para além de duplicar a resposta, o novo lar tem associada a criação de mais de 40 novos postos de trabalho.

“Boas notícias” para o candidato do CDS-PP à Câmara Municipal de Oliveira do Hospital que, ontem, efetuou uma visita às obras do futuro lar. “Está a ser aqui feito um investimento de grande monta para o concelho e para os utentes que muito necessitam dele”, afirmou José Vasco de Campos que, aludindo à imponência da obra, deu os parabéns à Santa Casa pelo “grande investimento”, bem como pelo “trabalho de apoio social que está a desenvolver”.

“Casas com este tipo de valências existem poucas em Portugal”, observou ainda o candidato centrista que se regozijou por em Oliveira do Hospital se estar a afirmar um “cluster da saúde e do social”, que também considera “importante”, pelo facto de promover “emprego especializado e técnico” num concelho onde se verifica uma “taxa de desemprego maior do que desejaríamos”.

Para José Vasco de Campos, iniciativas como a que está a ser levada a cabo pela Santa Casa são de “louvar”.

LEIA TAMBÉM

Um morto e dois feridos em acidente em Viseu

Uma colisão entre dois veículos ligeiros hoje de manhã, em Sátão, distrito de Viseu, provocou …

ANCOSE ajuda a salvar queijo Serra da Estrela com reforço dos rebanhos

A Associação Nacional de Criadores de Ovinos Serra da Estrela (ANCOSE) reforçou os rebanhos dos …