Santo João Paulo II é o novo Padroeiro do concelho de Oliveira do Hospital e aguarda pela construção de santuário

O Santo João Paulo II é desde ontem o padroeiro do concelho de Oliveira do Hospital. Uma imponente Bispoestátua de tamanho natural em granito do novo protector dos oliveirenses, instalada no ponto mais alto da cidade, passa a ser um local de culto. A consagração teve as devidas cerimónias religiosas, no Parque do Mandanelho, com a realização da liturgia presidida pelo Bispo Emérito de Leiria/Fátima, D. Serafim Ferreira. Uma parque mandanelhocomemoração que ficou marcada pela entrega da relíquia de primeira ordem do anterior Papa, no caso cabelo, procedente do Vaticano e que ficará na cidade.

Os participantes seguiram depois em cortejo solene até ao ponto mais alto da cidade onde foi inaugurada e benzida uma imponente estátua em granito à escala natural, com vista sobre a cidade, do novo padroeiro do concelho. Na caminhada até ao local foi ainda descerrada uma lápide que dá o nome do Papa Francisco (algo que acontece pela primeira_DCS0031 (Small) vez na Europa) a uma das artérias que conduz ao local onde futuramente deverá ser instalado um santuário que irá albergar a relíquia de João Paulo II para ser, segundo os responsáveis pela Unidade Pastoral de Oliveira do Hospital, venerada pelos devotos.

Já está constituída uma “Associação de Fiéis São João Paulo II”, aberta a todos, e que só ontem contou com várias centenas de inscrições. Será esta entidade que passa agora a ser responsável “por alimentar o sonho de construir o novo santuário no espaço junto à estátua”, como referiu o padre António Loureiro, para quem os elementos desta nova entidade têm também a obrigação de rezar, pelo menos, uma vez por mês ao Santo João Paulo II, bem como organizar uma festa anual em sua honra que ficará agendada para o primeiro domingo a seguir à Páscoa.

Ao contrário do que estava inicialmente previsto o Núncio Apostólico em Portugal (o embaixador do Vaticano em Portugal), D. Rino Passigato, acabou por não marcar presença devido a compromissos _DCS0038 (Small)inadiáveis. Mas enviou uma mensagem onde lamentou a impossibilidade de marcar presença e enalteceu a iniciativa da Unidade Pastoral de Oliveira do Hospital por esta iniciativa. “A todos e a cada um transmito a proximidade, as saudações afectuosas e a Bênção Apostólica do Santo Padre o Papa Francisco. Não vos esqueçais de rezar por Ele e também por mim”, referiu na missiva.

No final das cerimónias, o Bispo Emérito de Leiria/Fátima, D. Serafim Ferreira, que privou com João Paulo II, enquanto Bispo de Fátima/Leiria, entre 1993 a 2006, lembrou a apoteótica recepção que ocorreu a 16 de Setembro do ano passado da imagem da Virgem Maria em Oliveira do Hospital. E prometeu rezar em nome do povo de Oliveira do estátua João Paulo IIHospital. “Vou regressar a Fátima e vou dizer a nossa senhora quer vocês são pessoas fantásticas. Vou-lhe dizer também que já sentem saudades da sua imagem. Transmitir-lhe-ei igualmente que ‘aquela gente diz que é boa, mas que quer ser melhor e precisa da vossa ajuda”.

Só depois a multidão, onde se incorporavam as Irmandades e Filarmónicas, desmobilizou. A caminho de um almoço/convívio.

LEIA TAMBÉM

Coligação liderada pelo CDS preocupada com empreitada da retirada do amianto das escolas de Oliveira do Hospital

A Coligação Construir o Futuro (CDS-PP / MPT / PPM) está “preocupada e apreensiva” com …

EM OLIVEIRA DO HOSPITAL APROVEITAMENTOS ELEITORALISTAS DO PS E SEUS PRINCIPAIS AUTARCAS-CANDIDATOS MANCHAM JÁ A DEMOCRATICIDADE DO PRÓXIMO ACTO ELEITORAL A 1 DE OUTUBRO ! Autor: João Dinis, Jano

Estamos a assistir a um frenesim eleitoralista por parte de “facção” do PS local envolvida …

  • O Padrinho

    Muito bem.
    Propõe-se, agora, que a via de acesso à estátua, se chame de Rua João Paulo I.
    E que se veja O Padrinho III, um destes dias.

  • Sant’Ana

    Qual foi o contributo do Santo para o engrandecimento e glória do concelho?

  • oculum

    oculum

    Focalizem… Habemos Papam – Habemos Sanctum. Voltem a focalizar. Benedictus qui venit in nomine Domini – e outras patranhas mais e ainda que em latinorum.
    Mas a que propósito é que num País cuja Constituição o consagra como “Estado não confessional” anda atrás destas ostentações ? Mas quem é que decidiu que esta autêntica cavalgadura que foi este Carol Voitila – que a CIA e a mafia fizeram ser papa depois – seja “padroeiro” de Oliveira do Hospital e, a pretexto, tenha feito desfilar em procissão autarcas que fazem parte do estado não confessional que somos ? Que a comandita vaticanense o tenha reciclado em santo, isso é lá com eles enquanto não me incomodarem a mim e a outros que se posicionam como eu.
    Focalizem. In domine dei tibi ignosco. Focalizem que já a tenebrosa e infernal Santa Inquisição usava este – em nome de deus te perdoo – e mandava para a fogueira quem lhe resistia ( bem, e recusava renegar as suas convicções próprias).
    Mas que raio ?! Então por que razão este “santo” – um diabo dos piores – não ouviu o Espírito Santo dizer-lhe ao ouvido que o seu guarda-costas e homem de confiança para o Banco do Vaticano – um tal cardeal Marcinkus – andava em negociatas com a mafia italiana e com uns ramos da maçonaria local, através da Loja Maçónica P2 e o Banco Ambrosiano ?? Então mas a cavalgadura também não ouviu o Espírito Santo segredar-lhe ao ouvido coisas tenebrosas sobre a pedofilia generalizada que varava ( e que vara) altos e baixos dignatários da Igreja Católica ? Ou será que o espírito Santo, de velho já não vê ?… Ai imenso Fernando Pessoa:- ” O Espírito Santo é uma pomba estúpida que poisa nas cadeiras e suja o chão…”
    E que dizer da ostentação e da riqueza, pecaminosas, com que vivem muitos dos principais responsáveis pela romana cúria ?
    Porca de vita !
    ——————————————————————————————————-
    Apetece-me ser o anti-santo papa… Mas o estômago não me permite !
    Ave !

    • António Lopes

      Está tudo do avesso..! Acho que é a única conclusão a tirar..! A minha esperança é que o facto de João Paul II chegar a santo, alargou, muito, as nossas possibilidades de também vir a ser..! Confesso que antes dele, não estava nada a contar.Agora, sempre há uma ténue esperança…A parte boa foi ver a profunda fé e espírito católico de alguns dos nossos autarcas..! Ou será que foram tentar o perdão dos muitos pecados..?Os tais mistérios insondáveis, da fé.! Mas pronto, como me dizia o capelão Sérgio, na Marinha, acerca das missas por alma: “Bem não sei se fazem.Mal, garanto-vos que não”..!

    • Deram 3 tiros no papa…

      Calma, que “A procissão ainda vai no adro…”
      Todos os papas, como , por natureza, humanos são, tenderão a enganar-se…ou não…depende-(Há um velho ditado inglês , velho de séculos, que diz “O Homem inventou deus à sua própria imagem , semelhança – e não o contrário! – e às suas necessidades…”
      É provável que o papa em causa, aquele que agora é santo, antes , tenha sido homem…e, como todos os outros, sem distinção, cor, raça, credo ou país, conhecesse a carta dos direitos do Homem…e que dizer, na sábia lábia de Gil Vicente – estamos em Portugal, que, até, em Pedro Hispano, seu único representante ,tendo chegado onde chegou.. poderia ter sido O escolhido- dizia-se, em que barca ele terá entrado?…
      Mas não.
      É fino, é da moda, escolher tudo o que é estrangeiro – não sei como é que, em inglês, se chama tal papa, nem quero saber. Colocar dísticos, em diversas línguas, torna a obra mais cara…
      Tal papa, logo depois da sua iluminada eleição (1978), pouco tempo depois da sua eleição(?), passou a ser conhecido pelo “Papa Superstar” – ironia trazida da anterior, em tempo, ópera rock de Andrew Lloyd Webber , com letras de Tim Rice, e, azar dos azares, pouco tempo depois, seguida de uma outra obra, esta dos Pink Floid, “The Wall”, em que, milhões de jovens, a esse tempo, substituíram “Teacher” por “Papa”…
      E porquê?
      Era o tempo da “Ascensão” da televisão…e da descomunicação social que, em Itália, europa e estados unidos, em todo o mundo, tudo comandavam. Contra o chamado Bloco de Leste.
      A eleição de Voitila – portuguesmente – segue-se a um dos maiores segredos mantidos, contra o mundo moderno – nunca foi devidamente esclarecido :
      – A morte, o fim do papado, de João Paulo I
      Contextualizando, conviria recordar – a quem faz “Fé” na História – que a Itália, Roma e o Vaticano, ao tempo, passavam por grandes “crises”:
      – A morte de Aldo Moro…;
      -A falência do Banco Ambrosiano…;
      – A interferência e mando, em tudo quanto era lugar de chefia política, económica, financeira e da justiça, da P2, loja maçónica de Lucio Gelli, quer no Vaticano, quer na república italiana…
      – A morte de João Paulo I, após 33 dias de papado…;
      – O governo de Julio Andreoti, do PS italiano, que procurou asilo em África, pouco tempo passado ao seu governo…
      – A interferência da Máfia…;
      – A interferência da CIA…;
      Tudo se conjugou…e:
      -Dizem as más línguas que, se o Vaticano permitiu ao Voitila tanta viagem à volta do mundo – O papa superstar – sempre fora do Vaticano, era para a cúria, sem ele presente, pelo seu 1º ministro, decidir aquilo que mais convinha à trilateral que o elegeu…sem lá estar, como empecilho, o Voitila.
      Sabemos qual a ligação doutrinal, artesanal e mal feita, entre “Fátima” e Voitila, com a intermediária “Lúcia”…e a fonte de rendimentos que a localidade de Fátima rende ao Vaticano.
      Sabemos que a igreja necessita de se manter…
      Sabemos que é milenar a sua experiência…qual milenar império…
      Sabemos que necessita de “preparar os próximos 2 000 anos”.
      Tem que continuar a alimentar os mitos e a criar novos mitos.
      Diriam os romanos : à igreja, o que é da igreja.
      Agora:
      – Lamentamos, profundamente, que os órgãos autárquicos mais importantes do concelho, através dos seus actuais representantes, desconhecendo -ou não(?) – o estado de direito, que representam, localmente, o da República Portuguesa, se tenham deixado envolver nesta “pantominice”.
      Em particular, o vice-presidente da câmara.

      • Deram 3 tiros no papa

        corrigindo…
        Não Julio Andreoti, como socialista, mas sim Bettino Craxi.
        De qualquer modo, ambos estiveram ligados ao “modus operandi ” mafioso e maçónico em Itália…e na CEE…e enfrentaram processos judiciais prolongadíssimos, por corrupção, em Itália. Sempre com a “propagande due” nas costas.
        Roberto Calvi, o grande patrocinador do banco ambrosiano ´da sua falência e, com ele, a do banco do vaticano – chefiado por Marcinkus, protegido de Voitila , da máfia e da Cia,- foi encontrado pendurado numa ponte, em Londres, a ver a limpeza das águas do rio Tamisa…

        • Guerra Junqueiro

          E como se chamava a ponte? Esse sim, o facto importante que fez com que a máfia o pendurasse lá. E o que tinha no bolso?

          Cumprimentos
          Guerra Junqueiro

          • António Lopes

            Finalmente, e como sempre foi meu desejo, os comentários estão a evoluir para a erudição…! Ó João quando perguntaste pelo nome da ponte pensei que era para a recomendares para a “limpeza” de certas almas..!

          • Deram 3 tiros no papa

            Tanta pergunta – e são apenas duas…
            Mas se, em rigor dessa “abominável coisa” a que se chama História, (essa permanente tentativa de ciência,de conhecimento, milenar, para nós , portugueses, de tanto e verificado orgulho…às excepção dos tempos contemporêneos!) e, nela, apenas me coloco no lugar de simples curioso , aceito o repto, naturalmente, com as limitações que tenho, já que humano sou.
            Desde já, se tal “verdade se consente”, e na “coisa” em questão – a “concelhia aceitação de tal homem para patrono”, deixo claro que, em questões de Fé, fui baptizado, fiz comunhões, fui “ungido” pelo bispo…e, como diz a cantiga, ” O meu futuro foi aquilo que se viu”.
            Contudo, sei que a condição humana necessita dessas virtudes…
            Aceito o repto.
            E, se paciência tivermos, e a honrado e sério labor nos entregarmos, não será difícil demonstrar, nos tempos que correm, aqui, no burgo, que misturar política com “Fé” pode ser catastrófico…
            E apenas isso.
            Assim, e para começar, uma citação de Abílio Guerra Junqueiro:
            “Um Povo Resignado e Dois Partidos sem Ideias…”

            Um povo imbecilizado e resignado, humilde e macambúzio, fatalista e sonâmbulo, burro de carga, besta de nora, aguentando pauladas, sacos de vergonhas, feixes de misérias, sem uma rebelião, um mostrar…”

          • Deram 3 tiros no papa

            Mais…
            Da “Velhice do padre eterno” – escrito em 1885:

            “O vosso facho, o vosso abrigo, o vosso porto,

            É um Deus que para nós há muito que está morto,

            E que inda imaginais no entretanto imortal.

            Vivei e adormecei nessa crença ilusória,

            Já não podeis transpor os mil anos da história

            Que vão do vosso credo absurdo ao nosso ideal.

            Vivei e adormecei nessa ilusão sagrada,

            Fitando até morrer os olhos de Jesus,

            Como o efêmero vão que dura um quase nada,

            Que nasce de manhã num raio d’alvorada,

            E expira ao pôr do sol n’outro raio de luz.

            Eu bem sei que essa crença ignorante e sincera,

            Não é a que ilumina as bandas do Porvir.

            Mas vós sois o Passado, e a crença é como a hera

            Que sustenta e dá inda um tom de primavera

            Aos velhos torreões góticos a cair.”

            Abílio de Guerra Junqueiro

          • Guerra Junqueiro

            Bem escolhido.

            Cumprimentos
            Guerra junqueiro

          • Deram 3 tiros no papa

            E ainda…
            “PARASITAS

            No meio duma feira, uns poucos de palhaços

            Andavam a mostrar em cima dum jumento

            Um aborto infeliz, sem mãos, sem pés, sem braços,

            Aborto que lhes dava um grande rendimento.

            Os magros histriões, hipócritas, devassos,

            Exploravam assim a flor do sentimento,

            E o monstro arregalava os grandes olhos baços,

            Uns olhos sem calor e sem entendimento.

            E toda a gente deu esmola aos tais ciganos;

            Deram esmola até mendigos quase nus.

            E eu, ao ver este quadro, apóstolos romanos,

            Eu lembrei-me de vós, funâmbulos da Cruz.

            Que andais pelo universo há mil e tantos anos

            Exibindo, explorando o corpo de Jesus.”

          • Deram 3 tiros no papa

            E, em contemporâneo convívio, propõe-se que, a quem curiosidade tiver – esse bicho terrível, consumidor, o do Conhecimento – que gaste uns bons minutos, abrindo e vendo este (magnífico!) documentário…sobre a vida do (no) vaticano …contemporâneo.
            Claro que, para tal conseguir, só mesmo um santo: voitila.
            Ele está devidamente identificado, quer no tempo, quer em autores.
            Ao que parece, o Vaticano não se pronunciou…
            http://www.dailymotion.com/video/x32gal7

  • ignorans

    focaliza melhor oculum

    Aprendo umas coisas lendo as latinadas que por aí saem. Porém, aprecio mais as do pirata perneta do Astérix que sempre filosofa em bom latinorum enquanto o barco dos seus piratas se afunda ou é afundado pelos gauleses.

    Entretanto, tenho que chamar a atenção do oculum para uma coisa que eu não percebi muito bem. Trata-de de uma provável citação de dois versos do magnífico poema do menino Jesus que começa: “Num meio-dia de fim de Primavera”…do Fernando Pessoa na sua versão Alberto Caeiro. Pois a dada altura o que Pessoa/Caeiro escreve é: ” E o Espírito Santo coça-se com o bico; e empoleira nas cadeiras e suja-as”.

    Focaliza melhor oculum que invocar o nome de Fernando Pessoa em vão – em erro – é mais do que um pecado. É uma blasfémia !

    Ignorans

  • Esteves

    Que obra espectacular! Não sei se ria se chore…

  • oculum

    oculum

    Focalizem… Agradece-se a chamada de atenção sobre a citação do poema do Pessoa.
    mas o que para agora importa, e focalizem, é: modificar para adaptar à realidade actual o conhecido :”Pater dimitte illis non enim sciunt quid faciunt” – Pai perdoa-lhes porque não sabem o que fazem – alegadamente dito por Cristo, já na Cruz.. Focalizem e modifique-se: À antiga letra:”Pater non dimitte illis enim sciunt quid faciunt”-Pai não lhes perdoes que eles sabem o que fazem.
    Focalizem. Sim, eles sabem bem o que fazem. Não têm perdão, portanto. Principalmente porque fazendo o que fazem, fazem sofrer meio mundo.
    E a cavalgadura agora beatificada até teve o desplante, certa vez, de pedir perdão a Deus pelos pecados da Santa Inquisição ! Ele devia era ter pedido perdão à Humanidade, aos Homens e Mulheres que foram vítimas dos crimes dessa famigerada e infernal “Santa” Inquisição !
    Sabiam que o tal cardeal Paul Marcinkus foi protegido até ao dia da sua morte pelo Estado do Vaticano e assim foi impedido de ter sido julgado pelos tribunais Italianos por causa dos escândalos e dos crimes do Banco (católico) Ambrosiano, mais da Loja Maçónica P2 mais do “Istituto per le Opere di Religione” – o Banco do Vaaticano ?!!!

    Bando de Salteadores “in nomine dei”…

  • Deram 3 tiros no papa

    Nada melhor que um bom documentário.
    Uns bons minutos de atenção, a bem da informação…

    http://www.dailymotion.com/vid

  • Deram 3 tiros no papa
  • Deram 3 tiros no papa

    Roberto Calvi

    Nascimento 13 de abril de 1920
    Milão, Itália

    Morte 17 de junho de 1982 (62 anos)
    Londres, Inglaterra

    Ocupação Banqueiro

    Roberto Calvi (13 de abril de 1920-17 de junho de 1982) foi um banqueiro italiano chamado de “Banqueiro de Deus” ,pela imprensa por causa de sua estreita associação com a Santa Sé. Natural de Milão, Calvi era o presidente do Banco Ambrosiano, que faliu e provocou um dos maiores escândalos políticos da Itália. Uma fonte de controvérsia permanente, a sua morte em Londres, em junho de 1982, não foi considerada de assassinato, depois de dois inquéritos legistas e uma investigação independente. Entretanto, os restos do banqueiro seriam exumados em 1998 para serem submetidos a uma nova perícia cujos resultados, divulgados em 2002, demonstrou que Calvi foi estrangulado em um terreno baldio perto da ponte onde foi encontrado e, depois, foi pendurado para simular um suicídio. Em Roma, em junho de 2007, cinco pessoas foram absolvidas do crime.
    Foram feitas afirmações de que as causas do assassinato de Calvi estavam relacionadas com o Banco do Vaticano, principal acionista do Banco Ambrosiano, com a Máfia italiana, que pode ter usado o Banco Ambrosiano para lavagem de dinheiro, e a Propaganda Due ou P2, uma loja maçónica clandestina .

  • Oculum

    oculum

    Focalizem as estórias da cavalgadura… Certa vez, quando fazia a sua propaganda em Roma, ele levou uns tirázios no bucho mas não morreu… Depois, publicitou, rezou à senhora de fátima a agradecer-lhe o milagre. Porém, teve alguns dos melhores médicos especialistas à cabeceira, no hospital onde de facto lhe salvaram a vida imediatamente a seguir ao atentado. Focalizem. O rapazão devia ter aproveitado para morrer nessa altura. Mais depressa tinha ido ter com deus que de certo lhe daria um abraço de boas-vindas. Isto digo eu que sou um optimista. Às tantas, logo à chegada, o s. pedro reenviava-o era para o inferno. Precisamos cá outra vez do grande Gil Vicente…

    E, claro, cá pelo concelho têm que ser mais papistas que o papa. Grandes bacocos ! Parece que lhe vão fazer um santuário. Boa ideia que ainda não temos nenhum assim. Montem-no (à cavalgadura) num cavalo empinado como está o Cavaleiro da estátua da rotunda. E assim como assim, as oferendas, os óbolos – obolus – também passam a pingar aqui…e junta-se a devoção à obolação, afinal duas irmãs siamesas nas religiões e na cristão-católica em especial. Mas atenção, que os “cambistas” – argentius – de cá, que se cuidem senão a massa vai direitinha para o Vaticano como acontece com a massa do Santuário de Fátima. Bem, na emergência, focalizem, sempre será possível arranjarem uma contabilidade paralela que os beneficie, aos “cambistas” de cá, como nos idos do tempo de Cristo os contribuintes ou mais propriamente os “questores” – quaestorum – os cobradores de impostos de então, já faziam em relação a Roma dos césares…

    “Habeas fidentiam in deo, pro nobis habetis ad pecunia!”. Tenham fé em deus, para nós termos dinheiro ! – eis a norma dos altíssimos dignatários da romana cúria.

    oculum

  • Deram 3 tiros no papa

    Michele Sindona

    Nascimento 8 de maio de 1920

    Patti, Itália

    Morte 22 de março de1986 (65 anos)

    Voghera, Itália

    Nacionalidade Italiano

    Ocupação Banqueiro

    Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.

    Michele Sindona (8 de maio de 1920 – 22 de março de 1986) foi um banqueiro italiano e criminoso condenado. Conhecido nos círculos bancários como “Tubarão”, Sindona era um membro da loja maçônica P2 (Propaganda Due), dirigida por Licio Gelli , e teve relações claras com a máfia siciliana.

    Sindona foi nomeado pelo Papa Paulo VI como assessor financeiro do Vaticano e membro do Conselho de Administração do Instituto para as Obras de Religião. Um levantamento do juiz italiano Ferdinando Imposimato mostra que Michele Sindona atuava desde 1957 como banqueiro para a máfia siciliana, a Cosa Nostra, e servia ao Vaticano, que reconhece mais tarde “ter sido enganado por este impostor.” Sindona também esteve envolvido no assassinato do advogado Giorgio Ambrosoli em 1979; sendo condenado em 1986 à prisão perpétua como mandante do assassinato.

    Encarcerado numa prisão de alta segurança de Voghera, Sindona prometeu fazer revelações, mas morreu misteriosamente na sua cela, ao ingerir café contendo cianeto de potássio . O inquérito sobre a morte de Sindona concluiu que se tratara de suicídio.

  • Deram 3 tiros no papa

    Licio Gelli, a “cabeça das cabeças”…

    Licio Gelli (Pistoia, 21 de Abril de 1919 – Arezzo, 15 de dezembro de 2015 (96 anos)) foi um financeiro italiano, Mestre Venerável da Loja Maçónica P2.

    Combateu ao lado de Franco, enviado por Mussolini, e foi informador da Gestapo durante a 2ª Guerra Mundial, mantendo mesmo contactos com Hermann Goering. Depois da guerra, aliou-se à CIA e, juntamente com a NATO, deu cobertura à Operação Gládio, uma espécie de exército secreto de intervenção rápida instalado em Itália e noutros países europeus, incluindo Portugal, com o objectivo de eliminar ameaças comunistas e responsável por inúmeros actos terroristas.

    É conhecido o seu envolvimento nas mortes de Aldo Moro, Carmine “Mino” Pecorelli, Roberto Calvi, João Paulo I e outros. A sua associação criminosa com o Arcebispo Paul Marcinkus, Roberto Calvi (do Banco Ambrosiano) e Michele Sindona produziu um buraco de 1.4 mil milhões de dólares no Istituti per le Opere di Religione (Banco do Vaticano).

    Em 1992, foi condenado a mais de 18 anos de prisão por bancarrota fraudulenta no caso do Banco Ambrosiano. Acabou por ver a pena reduzida. Dez anos mais tarde, durante umas buscas à sua casa, a polícia encontrou 179 lingotes de ouro cuja origem nunca foi confirmada.

    Em 94 foi condenado a 17 anos de prisão por calúnia, delitos financeiros e por deter documentos secretos. Em abril de 1998, o Supremo Tribunal confirmou a pena de 12 anos de prisão, ainda no caso do Banco Ambrosiano, mas nunca chegou a ser de facto detido. Permaneceu em prisão domiciliária, depois de muitas peripécias, entre elas uma fuga. Foi na sua “villa” toscana que morreu.
    Deus tenha a sua alma em glória.

  • Datas

    Não deixa de ser curioso…
    Após 2 tentativas de colocar, aqui, a lista de nomes pertencentes à P2 de Licio Gelli, não tenha autorizada a sua publicação.
    Esta lista contém 900 nomes…e cerca de 1000 ficaram “por descobrir”.
    Jornalistas italianos, ao tempo, constataram, até, a presença, nessas listas, de nomes de elementos da cúria romana, inclusivé, a do secretário geral do vaticano, de 69 a 79, cardeal Villot.
    É claro que sem o conhecimento desta rede, altamente infiltrada em tudo quanto era poder económico, financeiro, político, eclesiástico, jurídico, nos serviços de informações, na polícia, no exército, etc, etc, não será possível entender a ascensão de voitila ao cargo de “Papa Superstar”.
    Deixo outro link.
    Consultem – se o autorizarem.

    http://pt.encydia.com/es/Propaganda_Due

  • Deram 3 tiros no papa

    Sabemos que há um novo conceito de doutrinamento, em andamento, porventura, oriundo da fogosa investida de novos clérigos no concelho…e por esse país fora…
    Oliveira do Hospital, como concelho, será o que será.
    Eu, pessoalmente, como natural deste concelho, apenas lamento que a posição, neste caso mais do que oficial, da igreja católica – organização – confunda fé com esculturas….simbolizem elas o que simbolizem.
    Nos tempos que correm, quer o concelho, quer o país, necessitam de uma igreja muito mais avançada.
    Fátima, esse milagre, deve-se , apenas, à Implantação da República, em 1910, e às imensas tentativas de reviralho comandadas por um , ao tempo, certo bispo de Leiria…
    O continuado contexto de guerra, vividos pelas gentes deste país, desde 1914 até 1974, deu outros lumes, ao lume.
    Os alemães, durante a 1ª Grande Guerra, em França, chegaram a projetar, nos céus nocturnos, nublados, imagens de santas…
    Depois, foi a 2ª…
    A seguir, a Guerra Colonial…
    Aqui sim, o explendor de Fátima…com mães, sem saber , uma vez mais, o que fazer, na tentativa de proteger os filhos – apenas a gente do povo, que as outras, muitos atalhos conheciam! – veio a engrandecer as romarias e peregrinações – abandonando outras, por decisão da cúria bispal local – com essa negra mancha da nossa História recente…
    Convém acrescentar que, apesar do lucro, nem todos os católicos, com formação, acreditam nessa tese de aparições.
    Sempre assim foi…e ainda continua a ser.
    Colocar um papa, como este tal, no lugar de protetor do que quer que seja, é, nos tempos que correm, como colocar um touro – besta – num altar.
    Oliveira, mesmo para estas “celestiais” funções, merecia melhor.