médicos

Secção do Centro da Ordem apoia colocação de jovens médicos nos centros de saúde

A Secção Regional do Centro da Ordem dos Médicos (SRCOM) congratulou-se hoje com a intenção do Governo de colocar jovens médicos nos centros de saúde. O organismo, liderado por Carlos Cortes, apela, porém, ao executivo para que trave a saída de profissionais para o estrangeiro.

“É o reconhecimento da tutela perante a falta de recursos humanos, designadamente os médicos especialistas em Medicina Geral e Familiar”, afirma o presidente da SRCOM. Num comunicado, a secção regional da Ordem elogia a intenção do Governo em colocar médicos de família nos centros de saúde, “especialmente nas zonas mais carenciadas”, mas exige a melhoria nos procedimentos concursais: “Anteriormente, os concursos introduziam factores de desequilíbrio e desigualdade entre os candidatos. Não podemos pactuar com essas injustiças. Os concursos têm de ser transparentes, condignos e justos”, defende.

Carlos Cortes exige ainda que o ministério da Saúde crie “condições concretas para travar a saída dos médicos do Serviço Nacional de Saúde, nomeadamente para a emigração”. “Desde 2014, da região Centro, emigraram 112 médicos”, explica, sublinhando que, neste momento, “faltam oitenta médicos de família na região Centro” e é “absolutamente urgente responder às graves carências de recursos humanos médicos nos centros de saúde, que, por esse motivo, estão a atravessar graves dificuldades das quais resultam gravosos impactos para as populações”.

Adianta que nos próximos dois anos já estarão formados mais de 140 médicos especialistas em Medicina Geral e Familiar na região Centro (dos 300 em formação neste momento, 72 no último ano da especialidade), o que “dará para suprir as necessidades e colmatar a falta de recursos humanos”. Carlos Cortes considera, porém, que “falta ainda definir o sistema de incentivos” para a colocação de profissionais de saúde nas áreas geográficas mais carenciadas.

LEIA TAMBÉM

Ano de 2019 vai ter três fins-de-semana prolongados e quatro possibilidades de “pontes”

O ano de 2019 vai ter dois feriados à sexta-feira e um numa segunda-feira, permitindo …

Mais de duas toneladas de queijo denominado Serra da Estrela apreendidos em Seia

Mais de duas toneladas de queijo indevidamente classificado com denominação de origem protegida (DOP) Serra …