Secretário de Estado das Obras Públicas diz que Concessão Serra da Estrela é uma questão de “justiça”

Proferindo estas palavras no dia em que procedeu à abertura ao tráfego do troço do IC 6 entre Catraia dos Poços e Arganil, Paulo Campos salientou que “é de inteira justiça que estes investimentos sejam feitos”, e deixou um recado para os que se têm vindo a opor ao avanço da concessão da Serra da Estrela, recentemente suspensa pelo Governo em consequência da situação económica do país.

“Não nos podemos resignar a essa batalha. Quem hoje passou aqui nesta estrada verificará que isto é o IC 6, não é um auto-estrada como se fala em Lisboa… a diferença entre uma auto-estrada e uma estrada de proximidade é muito grande, e estas regiões do interior do país, no século XXI, ainda estão a ser servidas por estradas que foram construídas na monarquia”, advertiu aquele membro do Governo, acompanhado pelos presidentes das câmaras de Arganil, Tábua e Oliveira do Hospital.

Campos deixou também um outro desafio, ao sublinhar que “para aqueles que não conhecem ou que só conhecem as boas estradas, ou as boas auto-estradas à volta de Lisboa e do Porto, talvez fosse bom virem aqui para verificar quão importante são estas acessibilidades para as populações que aqui vivem e lutam abnegadamente por ter um futuro melhor”.

Frisando ter-se deslocado hoje ao IC 6, por uma questão de “justiça”, Campos prometeu não se resignar para que o IC 6 se possa desenvolver até onde tem que ser desenvolvido, e até desvalorizou os problemas relacionados com a “conjuntura financeira” do país.

“Esses problemas serão com certeza ultrapassados porque aqui é uma questão de justiça, e para fazermos justiça nós não desperdiçaremos um minuto que seja para que essa justiça seja feita”, observou.

Quem não poupou elogios à acção daquele Secretário de Estado na região, foi o presidente da Câmara de Arganil, cujo concelho tem vindo a ser contemplado com várias estruturas rodoviárias, no âmbito da concessão do Pinhal Interior.

“Não queria deixar de nesta ocasião lhe dirigir uma palavra de agradecimento e conhecimento por tudo aquilo que tem feito na nossa região”, afirmou Ricardo Pereira Alves, sem deixar de sublinhar que apesar de este troço do IC 6 ser “um passo importante para o concelho de Arganil”, é agora importante que “esta obra do IC 6 possa prosseguir até Oliveira do Hospital e Covilhã”.

O autarca de Arganil referiu-se igualmente à “importância estratégica” para a região da concessão da Serra da Estrela, que prevê a construção dos IC 6, 7 e 37, e também enalteceu o “o grande empenhamento” daquele Secretário de Estado “nesta matéria”

LEIA TAMBÉM

Incêndios destruíram mais 500 hectares em Seia

Portugal em risco de incêndios iguais ou piores aos de 2017 avisam especialistas americanos

O risco de incêndios catastróficos iguais ou piores aos de 2017 é real e tem …

Combustíveis sobem na segunda-feira pela quinta semana consecutiva e batem recorde do ano

Os combustíveis deverão voltar a subir na próxima segunda-feira. Será a quinta semana consecutivo a …