Segunda “dobradinha” já pertence à ARCED

Depois de vencer o campeonato, os jovens da ARCED foram este fim-de-semana ao pavilhão da UPC de Chelo conquistar a Taça. Alcançando 6-1 no resultado, a ARCED repetiu a dobradinha, num jogo muito disputado nos primeiros 15 minutos, com as equipas em luta constante pela posse-de-bola. Os golos do Francisco, nos cinco minutos antes do intervalo, foram importantes para tranquilizar a equipa.

O segundo golo de livre foi executado de forma superior. A segunda parte começou com a equipa do Vilaverdense a exercer maior pressão, conseguindo marcar golo. Em reacção, os jovens da ARCED fizeram o 3-1 no minuto seguinte numa jogada individual do Rodrigo. Seguiu-se uma “exibição de luxo” por parte da ARCED com a obtenção de mais três golos.

Rodrigo viria a conseguir o seu “hat-trick” com a obtenção do 6º golo numa boa jogada colectiva. Para os responsáveis da ARCED, a segunda dobradinha tem um “sabor especial” por ser o primeiro título para a grande maioria dos jovens.

“É uma experiência única e extremamente gratificante presenciar aquilo a que assistimos no Pavilhão da UPC de Chelo. A alegria e felicidade estampadas nos rostos destes “miúdos” são, sem dúvida, os melhores prémios que todos os que trabalham com eles podiam receber”, adianta João Veloso num comunicado onde sublinha que “todos os outros prémios, méritos, etc. são relegados para segundo plano, porque não há nada que recompense a felicidade, a alegria e o sorriso duma criança, quando ela se sente realizada a fazer aquilo que mais gosta…jogar à bola”.

Sem esquecer a importância da claque para a motivação dos jovens atletas, o responsável pela ARCED enaltece também “o grande desportivismo e fair-play dos dirigentes, técnicos e jogadores adversários” e felicita-os pela grande época que realizaram. A segunda dobradinha é “totalmente” dedicada aos “meninos” e ao José Abílio Campos e Fernando Correia.

LEIA TAMBÉM

O Bava da Bola

Um tal Bava, Zeinal de primeiro nome, foi presidente executivo durante anos da PT. Em …

Aquela máquina…

Dois golos de Cristiano Ronaldo e um de André Silva asseguraram a vitória de Portugal …