Seia: 17º CineEco surge em outubro com estrutura renovada

O CineEco prepara-se para uma nova etapa na sua existência. O festival que, a partir deste ano vai ser organizado pela pela Câmara Municipal de Seia, Empresa Municipal de Cultura e Recreio de Seia, em co-produção com a associação Zero em Comportamento (organizadora do IndieLisboa), apresenta-se em outubro totalmente reestruturado.

Depois de ter sido precursor na área do cinema ambiental, o CineEco aposta, já este ano, numa linha de programação diferente, distribuída por novas secções, novas categorias de júris e prémios. O festival terá um site totalmente modificado e uma página de facebook mais ativa e dinâmica.

O CineEco tem como principal objetivo a divulgação de valores naturais e ecológicos, através do cinema e atividades culturais, abordando temáticas tão atuais como as da biodiversidade, sustentabilidade, energias renováveis, requalificação urbana, alimentação biológica ou compromissos ambientais, sempre numa perspetiva abrangente.

Na 17ª edição, que vai decorrer entre 8 e 15 de outubro na Casa Municipal da Cultura de Seia e Centro de Interpretação da Serra da Estrela, o festival pretende dar a descobrir um conjunto de cerca de 60 longas e curtas metragens, repartidas entre várias secções.

Na Competição Internacional concorrem longas e curtas metragens de ficção, animação, documentário ou experimentais, acabadas no próprio ano ou no ano anterior à realização do festival.

À Competição Lusófona concorrem curtas e longas metragens provenientes de países lusófonos (Portugal, Brasil, Angola, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, São Tomé e Príncipe e Timor-Leste), de ficção, animação, documentário ou experimentais, acabadas no próprio ano ou no ano anterior à realização do festival.

A secção Panorama mostra alguns dos melhores filmes do ano do cinema mundial. Já a secção infanto-juvenil compreende filmes dedicados aos mais novos, com sessões para escolas e famílias.

Destaque ainda para as sessões especiais, que poderão incluir antestreias, filmes-concerto, entre outros. Haverá ainda um ciclo dedicado ao Ano Internacional da Floresta.

A par da programação de cinema, o CineEco apresenta, também, um conjunto de atividades paralelas, como é o caso de masterclasses, workshops e conferências sobre temas relacionados com o ambiente e o cinema. As inscrições de filmes já se encontram abertas e decorrem até dia 15 de agosto.

LEIA TAMBÉM

Ministro Pedro Marques garantiu em Nelas que a aposta em infra-estruturas de transporte passa pela ferrovia e IP3, ignorando IC6 e IC12

O ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, assegurou ontem em Canas de Senhorim, Nelas, …

José Carlos Alexandrino lança suspeitas sobre queijeiras de Seia nas descargas ilegais no rio Cobral

Como regresso da chuva, os habitantes que vivem próximo do rio Cobral temem que voltem …