Começa hoje na Escola Superior de Turismo e Telecomunicações de Seia (ESTT), pelas 23h00, a OdiSeia 88 que reúne todas as actividades de hotelaria e turismo numa maratona de 88 horas. A iniciativa termina às 15h00 de domingo, 1 de Junho.

 

Seia: Hotelaria e Turismo em maratona de 88 horas

Imagem vazia padrãoTrata-se de uma iniciativa da ESTTS e visa dar a conhecer as competências criadas nas suas licenciaturas de Gestão Hoteleira, Turismo e Lazer e Informática para Turismo. O objectivo é – conforme nota de imprensa enviada ao correiodabeiraserra.com – replicar, no campus da escola, os vários procedimentos e actividades inerentes ao sector turístico, hoteleiro e das novas tecnologias.

No decorrer da maratona, a iniciativa será palco de várias actividades, como seminários ligados à segurança informática, blogues, empregabilidade, responsabilidade social e ambiente. Existirão ainda actividades sobre tabagismo, interculturalidade, informática e jogos informáticos, saúde, desporto e animação. Para as várias noites está também prevista animação com diversas atracções, assim como, por exemplo, sessões de cinema, concertos e danças.

Na presente edição, o evento contará novamente com uma iniciativa de índole solidária intitulada “Mil à hora”, uma acção que estará a decorrer durante as 88 horas do OdiSeia e cuja finalidade é a oferta das 88000 bolachas produzidas a várias instituições. Far-se-á também uma recolha de bens para distribuição às IPSS da zona. O evento contará com a colaboração de mais de uma centena e meia de estudantes (dos três cursos: Gestão Hoteleira, Turismo e Lazer e Informática para o Turismo) que serão responsáveis pela realização das actividades.

LEIA TAMBÉM

Ministro Pedro Marques garantiu em Nelas que a aposta em infra-estruturas de transporte passa pela ferrovia e IP3, ignorando IC6 e IC12

O ministro do Planeamento e Infraestruturas, Pedro Marques, assegurou ontem em Canas de Senhorim, Nelas, …

José Carlos Alexandrino lança suspeitas sobre queijeiras de Seia nas descargas ilegais no rio Cobral

Como regresso da chuva, os habitantes que vivem próximo do rio Cobral temem que voltem …