Seia vai celebrar Festa dos Pastores e da Transumância

A cidade de Seia vai acolher a fase final da “Grande Rota da Transumância” que decorre entre 21 e 30 de junho, resultado de uma estratégia intermunicipal promovida pela Agência de Desenvolvimento Gardunha 21, pelo ICNF- Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, pela Naturtejo e pelo Município da Guarda, que envolve como parceiros os municípios de Idanha-a-Nova, Castelo Branco, Fundão, Covilhã, Manteigas e Seia.

A festa contará com um conjunto de eventos que têm vindo a recriar as viagens dos pastores do interior de Portugal que, nesta altura do ano, subiam à Serra da Estrela na procura das melhores pastagens.

Assim, e depois de já ter passado pelo Fundão, Guarda, Idanha-a-Nova, Castelo Branco, Covilhã e Manteigas, a Rota da Transumância terminará em Seia, que introduz ao evento uma componente altamente diferenciadora. É que, ao contrário do que aconteceu nos outros municípios, em que os percursos foram recreados e encenados, Seia vai mostrar, de forma realista, estas incursões dos pastores, por se tratar de um concelho onde esta prática ainda se mantém.

Para vivenciar a experiência da transumância, a Câmara Municipal desenhou vários momentos: a realização de uma Mostra de Gastronomia subordinada ao tema “Os Aromas e Sabores da Transumância”, 21 a 30 de junho; uma Romaria das ovelhas à festa de São João Batista, na aldeia da Folgosa da Madalena, no dia 23 de junho, pelas 19h00; e a subida do Gado à Serra, no dia 29 junho, pelas 08h30, que culminará com uma grande festa de cariz popular no Sabugueiro.

O programa foi dado a conhecer na passada sexta-feira pelos promotores senenses em conferência de imprensa onde, segundo Carlos Filipe Camelo, Presidente da Câmara Municipal, a iniciativa tem condições para assumir-se como um produto turístico de referência do Concelho e da região, dentro da estratégia de desenvolvimento do produto Turismo de Natureza.

De acordo com o autarca, estas tradições seculares, constituem um ponto de partida para a criação de vários produtos turísticos, passeios pedestres, provas gastronómicas e outras experiências associadas à cultura destas regiões, que induzem efeitos muito positivos nas economias locais, particularmente nos setores da hotelaria e restauração.

LEIA TAMBÉM

IP3 cortado na zona de Penacova devido a avaria de pesado

A avaria de um pesado, pelas 14 horas, provocou o corte do trânsito no IP3, …

Denuncia do grupo do empresário Fernando Tavares Pereira coloca IMT sob investigação do DIAP

Duas empresas do grupo Tavfer, do empresário Fernando Tavares Pereira, a CIMA – Centro de …