Semana Académica da ESTGOH arranca hoje em Oliveira do Hospital

A banda “Perfume” é cabeça de cartaz da semana Académica da ESTGOH que arranca hoje em Oliveira do Hospital e decorre até domingo, 25 de maio. Durante sete dias, os estudantes pretendem provar que Oliveira do Hospital “tem vida académica” e que a ESTGOH é “fundamental para a região”.

Em Oliveira do Hospital cumpre-se, por estes dias, mais uma edição da Semana Académica da Escola Superior de Tecnologia e Gestão de Oliveira do Hospital (ESTGOH). A Associação de Estudantes ultima os preparativos para a festa dos estudantes que arranca esta segunda feira e só arreda pé no domingo, 25 de maio, data em que decorre a missa de benção das pastas e o aguardado cortejo académico.

Centralizada no parque do Mandanelho, a Semana Académica de Oliveira do Hospital reserva para hoje o enterro do caloiro e para amanhã, terça feira, a serenata. Na quarta feira, o momento alto coincide com o mega jantar e na quinta-feira as atenções recaem sobre a imposição de insígnias.

Para cada uma das noites, a organização da Semana Académica assegura a presença de Djs, tunas e outras bandas. Expectativas maiores recaem sobre as noites de sexta feira (grupo Alta Frequência e Dj Miguel Rendeiro) e sábado (Perfume e dupla de Djs feminina).

No arranque da Semana Académica da ESTGOH, a comunidade estudantil deposita elevadas expectativas no que respeita à boa adesão da comunidade ao evento. De resto, este é um dos objetivos maiores da Associação de Estudantes que procura uma cada vez maior aproximação à comunidade concelhia e da região. “Esperamos que a população adira e que mostre que está cá para defender a ESTGOH”, afirmou ao correiodabeiraserra.com Luís Pereira, presidente da Associação de Estudantes, destacando a importância de a comunidade “acarinhar” os estudantes.

Com o evento académico, os estudantes pretendem de algum modo celebrar a resistência da ESTGOH à redução da sua oferta formativa e do número de alunos e, ao mesmo tempo, “promover a Escola e dar a entender que a ESTGOH tem vida académica”. “Queremos mostrar que é fundamental para a região que exista um pólo de ensino superior”, adianta Luís Pereira que, desde que tomou posse na liderança da Semana Académica não se desvia do seu propósito de “dar vida académica” à cidade de Oliveira do Hospital. “Por isso é que realizamos a receção ao caloiro e a semana académica”, acrescenta o estudante, certo de que “desde há 14 anos a ESTGOH tem tido um papel fundamental na atração de massa crítica e no impedimento da desertificação do interior”.

Com a Semana Académica pretendem os alunos “dizer que na ESTGOH existe qualidade de ensino e que os cursos são muito abrangentes”, refere Luís Pereira, revelando-se esperançado no futuro da ESTGOH em Oliveira do Hospital e na região.

Às portas de mais uma edição da Semana Académica, Luís Pereira considera o cartaz “atrativo”. Do mesmo modo considera vantajosa a possibilidade de o evento decorrer no principal espaço da cidade, o Parque do Mandanelho, que é um espaço central mais virado para os estudantes que residem na cidade, mas não têm viatura própria e teriam dificuldade em se deslocar para outro espaço.

Pelo segundo ano consecutivo, o cortejo académico da ESTGOH decorre ao domingo, último dia da Semana Académica. “No ano passado foi uma aposta ganha”, refere Luís Pereira, considerando que desta forma facilitam a presença dos pais e outros familiares dos estudantes. “é uma maneira de agradecer aos pais o esforço que fazem pelos seus filhos”, refere o dirigente estudantil, notando que desta forma também a escola contribui para a dinamização do comércio local, nomeadamente dos restaurantes e cafés.

Na organização da Semana Académica, a Associação de Estudantes conta com a colaboração da Câmara Municipal, União de Freguesias, ESTGOH, IPC e IPDJ.

LEIA TAMBÉM

Traficantes de droga detidos na Guarda

O Núcleo de Investigação Criminal da GNR Guarda deteve na terça-feira três homens, de 20, …

Subida de temperatura e risco elevado de incêndios no interior nos próximos dias

Temperaturas vão disparar, trazer noites tropicais e DGS está preocupada com efeitos na saúde

Uma massa de ar quente está a chegar a Portugal. No fim-de-semana as temperaturas vão disparar e podem aproximar-se dos …