Sessão de esclarecimento sobre “Financiamento da Atividade Turística” em Oliveira do Hospital

Dia 25 de março, pelas 10h15, tem lugar no salão nobre da Câmara de Oliveira do Hospital uma sessão de esclarecimento sobre instrumentos financeiros disponíveis para estimular o investimento empresarial, em especial o setor turístico.

A iniciativa designada por “Financiamento da Atividade Turística” é organizada pelo município de Oliveira do Hospital, a ADI – Agência para o Desenvolvimento Integrado de Tábua e Oliveira do Hospital, a entidade regional de Turismo “Turismo Centro de Portugal” e a União das Freguesias de Oliveira do Hospital e S. Paio de Gramaços. A sessão de abertura vai estar a cargo do presidente da Câmara, José Carlos Alexandrino, e do presidente do Turismo do Centro de Portugal, Pedro Machado.

Seguir-se-á uma exposição sobre “Financiamento da Atividade Turística” por Miguel Mendes do Turismo de Portugal. Os instrumentos financeiros de apoio “Iniciativa Jessica – Um mecanismo de reabilitação e regeneração urbana” e o “Fundo Revitalizar Centro” serão apresentados por Rui Soeiro, Caixa Geral de Depósitos, e Luís Quaresma, Oxy Capital, respetivamente, enquanto entidades gestoras na região Centro de cada um destes fundos.

José Manuel Esteves, diretor geral da AHRESP – Associação da Hotelaria, Restauração e Similares de Portugal encerra os contributos com uma abordagem ao tema “Custos de Contexto – Facilitação dos negócios hotelaria/restauração” seguida do debate que será moderado pelo vice-presidente da Câmara Municipal de Oliveira do Hospital e presidente da ADI, José Francisco Rolo.

A Iniciativa Jessica visa financiar projetos sustentáveis em áreas urbanas, tendo sido definidas quatro áreas de intervenção consideradas prioritárias: reabilitação e regeneração urbana incluindo regeneração de equipamentos e infraestruturas urbanas; eficiência energética e energias renováveis; revitalização da economia urbana, especialmente PME – Pequenas e Médias Empresas e empresas inovadoras e disseminação das tecnologias da informação e da comunicação em áreas urbanas, incluindo redes de banda larga e sem fios.

Relativamente ao Fundo Revitalizar, um instrumento de capital de risco, tem como objetivo promover o crescimento e expansão das PME particularmente as que apresentem modelos de negócio sustentáveis e prossigam projetos de expansão, inovação e/ou modernização; contribuindo para o desenvolvimento de novos serviços e/ou produtos, processos de internacionalização e aumento de exportações.

Com esta iniciativa, cuja participação é aberta ao público e sujeita a inscrição, a autarquia pretende disponibilizar informação ao setor empresarial do concelho que contribua para apoiar o desenvolvimento de atividades empresariais e novas oportunidades de negócios.

LEIA TAMBÉM

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …