Sessão distrital do Parlamento dos Jovens realizou-se pela primeira vez em Oliveira do Hospital

Com grande tradição de participação na iniciativa, Oliveira do Hospital recebeu pela primeira vez uma sessão distrital do Parlamento dos Jovens. Aconteceu ontem, na Casa da Cultura César Oliveira, com o agrupamento oliveirense a conseguir o passaporte para a sessão nacional.

SONY DSCBruno Paulino, Francisco Coelho e Mariana Torgal são os alunos do Agrupamento de escolas de Oliveira do Hospital (2º lugar) que, juntamente com os colegas da Escola Martim de Freitas (1º lugar), Instituto Lordemão e Escola Fernando Namora (2º lugar) vão representar o distrito de Coimbra na sessão nacional do Parlamento dos Jovens, ensino básico, que vai ter lugar na Assembleia da República nos dias 5 e 6 de maio.

Assim ditou a sessão distrital do Parlamento dos Jovens que, ontem, aconteceu pela primeira vez em Oliveira do Hospital, reunindo na Casa da Cultura César Oliveira perto de 80 alunos de todo os distrito, que ali apresentaram as suas propostas alusivas ao tema “Drogas, evitar e enfrentar as dependências”.

No arranque de uma sessão dirigida por Ana Pereira, o presidente da Câmara Municipal revelou-se satisfeito por a iniciativa estar a acontecer em Oliveira do Hospital. “É um enorme orgulho e gratificante receber-vos aqui hoje. Este será hoje o vosso parlamento e vocês são o centro das atenções”, referiu José Carlos Alexandrino, destacando aquela que tem sido, em anos anteriores, “a longa e dignificante participação” da Escola Secundária de Oliveira do Hospital na iniciativa que fomenta “a cidadania” que é “das mais fundamentais palavras da democracia”.

Agradecido pelo facto de a delegada regional de educação e vereadora do PSD na autarquia, Cristina Oliveira, ter escolhido Oliveira o Hospital para a realização da sessão, o presidente da Câmara aproveitou para contrariar a ideia do “descrédito” que assombra a classe política. Aos jovens estudantes, Alexandrino garantiu que “tal como no futebol” e em outras áreas, também na política “há bons e maus”, mas assegurou que “a maioria são bons” e que “há políticos que servem muito bem a causa pública e as suas populações”. Sobre o tema, que este ano incide sobre as drogas e as dependências, o autarca apelou a que o mesmo seja debatido com “profundidade”, porque “as drogas roubam alegria aos jovens e destroem muitos lares”.

“A nossa tradição já vem de longe e merecíamos este momento”, disse o presidente da Comissão Administrativa Provisória do Agrupamento de Escolas de Oliveira do Hospital. Albano Dinis desejou um “dia positivo” a todos os alunos participantes, lembrando-os porém de que “não estão aqui contra ninguém”, mas antes a defender “projetos e ideias diferentes”. A posicionar o inicio da participação da escola oliveirense na iniciativa parlamentar, na década de 90, o responsável revelou-se confiante no projeto de “educação para a cidadania” por possibilitar que “os jovens tenham outra imagem do trabalho político”.

A abrir a sessão distrital do Parlamento dos Jovens numa “terra especial” – “Oliveira do Hospital nunca tinha recebido uma sessão distrital e eu meti uma cunha”, confessou – a delegada regional de Educação do Centro sensibilizou os estudantes para o facto de este ano se comemorarem os 40 anos da democracia, pelo que entende fundamental que os jovens conheçam os “órgãos de soberania e os políticos”. “É preciso acreditar na política e na democracia. É o melhor sistema que nós temos”, referiu Cristina Oliveira, desafiando os jovens a usarem o espaço do Parlamento dos Jovens para desenvolver outras competências e o espírito de equipa”.

Deputado na Assembleia da República, pelo círculo eleitoral de Coimbra, Mário Ruivo elucidou os jovens para a importância do Parlamento. “É a essência do nosso regime democrático” e onde está presente “a força popular”, explicou, destacando de igual modo a pertinência do modelo jovem como forma de “sensibilizar para aquilo que é a participação cívica”.

A iniciativa “parlamento dos Jovens” é organizada pela Assembleia da República, com a coloração do ministério da Educação e Instituto Português do Desporto e Juventude.

LEIA TAMBÉM

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …

frio

Frio vai acentuar-se amanhã, mas sem previsão de chuva para os próximos dias

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para amanhã uma descida das …