Emagrecer ou Mudar de vida? Autor: Luís Marques

Síndrome de banda iliotibial;WTF? Autor: Luís Marques

Conhecida como “joelho de corredor”, esta é uma lesão morosa e que requer muuuuita perseverança.

Partilhei convosco, no início do ano, numa crónica denominada Desafios QB, a minha intenção de correr uma maratona no presente ano, mais concretamente no mês de novembro na cidade do Porto, algo que ambiciono em forma de desafio físico e psicológico. Não sendo um corredor por “pedigree”, assumindo há uns anos a esta parte o gosto pelas duas rodas, quer na vertente BTT, quer na vertente estrada, a transição para a corrida não foi nada fácil e como tal quero partilhá-la convosco para poder prevenir futuras lesões.

Ao fazer-se uma pesquisa na internet, constatamos os inúmeros pedidos de ajuda para o tratamento/prevenção deste tipo de lesão. Histórias e mais histórias de corredores que, de um momento para o outro, se viram privados de correr porque o joelho não permite. Pesquisando no youtube, observamos inúmeros fisioterapeutas, treinadores e atletas partilharem variadíssimos vídeos de exercícios para o tratamento/prevenção deste tipo de lesão.

Para quem nunca ouviu falar desta lesão vou explicar da forma mais simples para que percebam do que se está a falar. No lado externo da coxa existe uma banda, responsável pelo suporte muscular entre a mega articulação da bacia ou pelve até ao joelho, denominada iliotibial. Quando os músculos da perna/coxa estão sobrecarregados, tensos e pouco alongados, esta banda fica, também ela, sobrecarregada e tensa, necessitando de ser alongada, o que provoca um encurtamento da mesma criando dor na parte externa do joelho, porque roça no côndilo femoral (osso).

Este contexto ocorre por duas grandes razões. A primeira porque existe sobrecarga de treino, passou-se do oito para o 80 não respeitando os princípios do treino. A segunda por subdesenvolvimento muscular dos grupos musculares envolvidos. Daí a importância do treino de força como complemento. Claro que uma pessoa sedentária, ou mesmo uma pessoa ativa que não solicite os membros inferiores em demasia, como é o caso da corrida e todos os desportos associados à corrida, e mesmo a bicicleta, não padecerá desta lesão.

O leitor mais atento questionar-se-á, “Então há que alongar os músculos e tonificá-los?”

Certo, mas tem que ser sempre.

Quando se percebe o contexto já é tarde e depois há que pedir auxílio aos fisioterapeutas, treinadores e perceber que treinar passa por estar deitado na sua sala a executar exercícios de alongamento muscular vigorosos com muita, muita calma.

No meu caso a lesão começa a dar tréguas passados 6 meses, e tudo já foi feito, mesmo erros. Por não sentir dor não quer dizer que não tenha que assumir os comportamentos de prevenção sempre, porque sempre que me senti melhor voltava à carga com corridas longas e a dor voltava, e os fisioterapeutas, o brufen e tudo o resto!!!!!

Calma, muita calma, é o meu conselho.

 Exercícios de força:

 

 41

 

 

 

 

 

 

 

32

 

 

 

 

 

 

Exercícios de alongamento muscular:

 

6 7

 

 

 

 

89

 

 

 

 

10

 

 

 

 

 

Emagrecer ou Mudar de vida? Autor: Luís Marques Autor: Luís Marques

LEIA TAMBÉM

E porque digo eu que o Futebol Clube do Porto é a equipa de futebol mais próxima de jogar como faz o Real Madrid? Autor: João Dinis

Tipo “declaração de interesses”, digo que sou Benfiquista desde que me conheço (tenho 64 anos) …

VIV´Á REPÚBLICA ! Autor: João Dinis

Viv´ó 5 de Outubro, Dia da República !  Viv´ó Feriado do 5 de Outubro que …