Socialistas preparam “Plano Estratégico para a Beira Serra”

Os candidatos socialistas às Câmaras de Arganil, Góis, Lousã, Oliveira do Hospital, Pampilhosa da Serra, Penacova e Tábua e as respetivas comissões políticas concelhias apresentam, na próxima sexta- feira, um “projeto coletivo para a Beira Serra”.

Em contagem decrescente para as eleições autárquicas, os candidatos pelo PS às Câmaras Municipais da Beira Serra decidiram “dar as mãos” em benefício daquele território. Com o propósito de “dar corpo e expressão aos valores da solidariedade e Igualdade”, os socialistas preparam-se para na próxima sexta-feira, por ocasião da inauguração da sede da candidatura do PS à Câmara de Arganil marcada para as 18h30 assumirem publicamente a implementação de um “Pacto Estratégico para o Desenvolvimento da Beira Serra”. Em causa está – conforme nota de imprensa enviada ao correiodabeiraserra.com – “um projeto coletivo para a Beira Serra, que irá abranger áreas temáticas e objetivos comuns para os quais é essencial a região estar unida e coesa”.

“O reforço da coesão entre os municípios da Beira Serra e o aprofundamento do espírito solidário dos nossos autarcas e parceiros, possibilitará ganhos de escala e dimensão que ajudarão a vencer os constrangimentos colocados pela dinâmica social e demográfica que caracteriza estes concelhos, evidenciando que estamos perante uma região que tem futuro e está determinada em proporcionar uma melhor qualidade de vida aos seus cidadãos”, entendem os socialistas que, pelo facto de serem em maior número na gestão autárquica do território, consideram ter responsabilidades acrescidas na criação de “um ambiente favorável ao desenvolvimento de uma estratégia supra-municipal”. O objetivo – como explicam – é o de melhor preparem o território para uma resposta “aos desafios colocados pela União Europeia, alterações a nível regional com a criação de novos territórios administrativos constituídos em torno das NUT III e pelas novas competências das Autarquias Locais”. Situações que, no entender dos candidatos socialistas e respetivas concelhias políticas “implicam uma maior concertação entre os municípios para a concretização dos investimentos que são fundamentais para a redução das assimetrias, que ainda separam a Beira Serra das regiões com dinâmicas mais fortes”.

Para os socialistas, este é o momento indicado para o trabalho conjunto em prol da Beira Serra. “Vivemos tempos determinantes para o futuro coletivo das comunidades que temos a obrigação de servir, marcados pela realização das eleições autárquicas e pela preparação do período de programação financeira 2014-2020, que definirá as prioridades locais e regionais para as quais serão canalizadas as ajudas da U.E. que constituem o Quadro Estratégico Comum”, explicam.

LEIA TAMBÉM

Polícia Judiciária deteve mulher que tentava introduzir haxixe na prisão de Coimbra

PJ deteve em Coimbra autor de crimes de homicídio, na forma tentada e de roubo

A Polícia Judiciária deteve um homem pela presumível prática de um crime de homicídio, na …

GNR realizou ontem 40 detenções em flagrante delito, sete das quais por roubo

Filho preso por suspeitas de ter matado mãe com martelo em Viseu

O homem de 37 anos suspeito de ter matado a mãe em Santarinho, no concelho …