STJ revela que Sócrates preparava-se para viajar para o Brasil dois dias depois de ser detido

O juiz Carlos Alexandre informou o Supremo Tribunal de Justiça (STJ) de que José Sócrates se preparava para viajar para o Brasil a 24 de Novembro, poucos dias depois de ter sido detido (22 de Novembro). No interrogatório que culminou com a sua prisão, José Sócrates deu ainda indicações que permitiram apreender equipamento informático e informação nele contido que havia sido retirado de sua casa e levado para outro lado. Os factos foram revelados ontem pelo STJ.

A viagem para o Brasil seria no âmbito da sua actividade por conta da Octapharma”, a multinacional farmacêutica com a qual tinha uma avença. Esta terá sido uma das razões que fundamentaram a aplicação da medida de prisão preventiva, pelo perigo de fuga e foi comunicada ao Supremo Tribunal de Justiça pelo juiz de instrução criminal quando foi ouvido no âmbito do pedido de “habeas corpus” do ex-primeiro-ministro.

Na audiência, o advogado de Sócrates rebateu este argumento, alegando que o seu constituinte se entregou. Ele sabia ao que vinha. Diz mesmo [o juiz] que ele estaria no Brasil se não tivesse sido detido. Isso não é verdade. Ele não está no Brasil porque não foi para lá. E podia ter ido. Estava em Paris e apanhava um avião. Tudo isto são lendas e narrativas”.

O juiz Carlos Alexandre confirmou, ainda, que antes da detenção de Sócrates, “verificou-se a retirada [entre os dias 20 e 21 de Novembro de 2014] de objectos, dispositivos informáticos” da casa do arguido que foram, entretanto, recuperados, “após informações fornecidas pelo mesmo em sede de interrogatório”. Esse facto serviu, porém, de fundamento para justificar o perigo de destruição de provas e de perturbação do inquérito. Segundo o Sol noticiou, em causa terá estado o facto de uma empregada do ex-primeiro-ministro ter retirado da sua casa de Lisboa um computador que, segundo o mesmo jornal, foi levado para a casa de um vizinho, onde também fazia limpezas.

Foto: rr.sapo.pt

LEIA TAMBÉM

IP reforça meios de prevenção e limpeza de gelo e neve nas estradas da Serra da Estrela com novo Silo de Sal-gema na Guarda

A Infra-estruturas de Portugal (IP) instalou na Guarda, um novo silo de sal-gema com capacidade …

Incêndios causaram mais de 10 milhões de euros de prejuízos em Seia

Os prejuízos financeiros causados pelos incêndios dos dias 15, 16 e 17 de Outubro no …

  • Politicalex

    O Advogado foi a Paris, dizer-lhe que seria detido, logo que chegasse a Portugal. As fugas de informação não são só para jornalistas..! Pinto Monteiro, almoçou com José Spcrates, 3 dias antes, “para falar de livros”..! O PS anda caladinho e, Costa, deu ordens para separar a política da Justiça..! Só não sabe quem não quer saber..! Tudo é muito claro..Se ele estivesse inocente…ui o que por aí ia..! Que não ia ao Brasil para fugir, disso também não tenho dúvidas. Não adiantava grande coisa. Para já e durante uns tempos,, vai clamar inocência. Daqui a um mês quase não se fala até porque, isso, não é bom para o PS. Se o PS ganhar as eleições, aí, logo se arranja uma nesga..! O resto são fait divers…