Sueca Borgstena cria 350 empregos em Nelas e ajuda Grupo Aquinos de Tábua

A empresa Borgstena anunciou hoje que vai criar de 350 novos postos de trabalho na unidade de Nelas, após ter ganho um projecto que de produção de tecidos e confecção de capas para cadeiras de bebé. Numa primeira fase, já em Fevereiro, devem arrancar 100 novos funcionários, esperando-se novas contratações (250) ao longo de 2015. Outras empresas nacionais, como o Grupo Aquinos, de Tábua, vão ficar a ganhar com a nova produção da unidade portuguesa da multinacional sueca.

A necessidade de contratar pessoal prende-se com protocolo que o grupo sueco Borgstena assinou com os alemães Britax Römer Kindersicherheit GMBH. A empresa pretende começar a produzir 600 mil cadeiras, mas pretende chegar a 1,5 milhões de unidades, na unidade de Nelas que, de resto, segundo os seus responsáveis, tem por objectivo, trazer para Portugal tudo o que o cliente estava a produzir na Ásia.

A unidade de Nelas do Grupo Sueco conta hoje com uma carteira de encomendas de aproximadamente 300 milhões de euros para os próximos cinco anos. Após as novas contratações a Borgstena Textile Portugal vai contar cem cerca de 550 pessoas no seu quadro de pessoal. E estamos a falar de uma unidade que é considerada, dentro do ramo têxtil automóvel, “uma unidade de referência na Europa”, tendo disponível em todas as áreas equipamento de última geração mas também a capacidade de produzir, num só local, a confecção completa de capas, para clientes como a Volvo, Scania, Daf, Man, VW, Seat, Skoda, Hyundai ou KIA.

O Grupo Aquinos deve ser um dos fornecedores a lucrar com a expansão da produção da unidade portuguesa da multinacional sueca. A empresa de Tábua é líder ibérica de sofás mas também está especializada em fabricar espuma para colchões e para bancos de automóveis. Esta novidade deve-se ao facto da Borgstena ter conseguido incorporar outras matérias-primas nacionais no produto final da Britax Römer.

LEIA TAMBÉM

Primeiro-ministro vê nas biorefinarias uma “oportunidade” para aproveitar a floresta e elogia trabalho desenvolvido na BLC3

O primeiro-ministro destacou ontem na inauguração do Campus de Tecnologia e Inovação BLC3, em Oliveira do …

António Costa remete construção do IC6 para “quando haja condições financeiras”

O primeiro-ministro não se compromete com uma data para a construção do IC6 entre Tábua …

  • Nuno P.

    Só que Nelas tem como presidente um senhor por excelência e não um bêbado qualquer.

    • Quem sabe, sabe

      Mas não é por falta de vinho. Espero que recupere a “Quinta agrícola” que ganhou várias vezes o melhor vinho do mundo.

    • Contador de “Histórias”

      Esta não “percebi”..! Podia fazer um desenho..?