Superfície comercial obriga a alterações no trânsito e estacionamento (Retificada)

… na zona que também serve a EB1 da cidade.

Aberto ainda nem há uma semana, o empreendimento comercial localizado junto à urbanização Chão do Prado – “IG Supermercados” – já está a obrigar a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital a efetuar alterações no sentido de trânsito na principal artéria de acesso à superfície.

Em causa, está a proibição de trânsito e estacionamento de veículos pesados em ambos os sentidos da Rua Dr. Adelino Júnior Mendes Abreu (acesso principal à superfície comercial). Na mesma rua, os veículos ligeiros ficam impossibilitados de estacionar no lado exterior do ilhéu localizado junto à entrada da Escola Básica Nº1 da cidade, passando as viaturas pesadas de transporte de crianças obrigadas a estacionar na Rua Dr. João Almeida Santos, em lugar devidamente sinalizado. Com as novas alterações, esta última artéria passa a sentido único, bem como a Rua António Canastrinha, circulável apenas no sentido ascendente.

Na Rua Dr. Adelino Mendes Abreu mantêm-se os dois sentidos, mas reservados apenas a viaturas ligeiras. Na rua onde se localiza a superfície comercial e outras lojas – Rua Dr. António Dias – vai passar a ser proibido estacionar em ambos os lados da via. Na saída da superfície, os condutores têm a possibilidade de cortar à direita, para a a Avenida Calouste Gulbenkian, ou de descer a Rua Dr. Adelino Júnior Mendes Abreu.

Prevista está também a colocação de uma passadeira elevada na Avenida Calouste Gulbenkian, antes do edifício da Rádio Boa Nova, com o objetivo de obrigar à redução da velocidade naquela zona, onde se tem assistido ao aumento do tráfego automóvel.

As alterações ao trânsito naquela zona da cidade oliveirense foram comunicadas esta manhã em reunião pública da Câmara Municipal.

“Há ali uma grande confusão e é preciso reorganizar o trânsito”, afirmou o presidente da autarquia, notando que a situação que já era problemática na hora de entrada e saída de alunos na EB1 da cidade, se agravou significativamente desde a abertura ao público das novas instalações dos “IG Supermercados”.

“Um caos”. É a forma como o vereador Paulo Rocha chega a classificar o cenário que, nos últimos dias, o próprio teve oportunidade de verificar. “Houve pessoas que tiveram que ir a pé para casa porque ficaram com os carros trancados”, contou o vereador que, esta manhã, explicou que as alterações em causa surgem numa primeira fase de resolução do problema, podendo até haver necessidade de, “numa segunda fase”, ser proibido o trânsito no sentido descende da rua Dr. Adelino Júnior Mendes Abreu. “Ainda é muito prematuro”, considerou o responsável, explicando que as alterações que vão ocorrer resultam de um estudo prévio por parte do município, tendo em conta os problemas de circulação na zona.

“Não são 100 carros por hora que vão causar congestionamento…”

Alterações que não mereceram a concordância do vereador do PSD que disse não haver razão para que, a principal rua de acesso à superfície comercial passe a estar condicionada a sentido único. “Há coisas que não fazem sentido”, referiu Mário Alves que, apesar de defender a viabilização de empreendimentos, entende que tal não deve implicar outro tipo de condicionamentos.

“Não são 100 carros por hora que vão causar congestionamento medonho numa zona onde praticamente não havia tráfego”, afirmou o social-democrata, na opinião de quem cabe à GNR “aplicar a lei” nas situações de infração do código da estrada.

Uma posição rebatida pelo vereador do executivo Paulo Rocha que disse estar em causa uma “solução razoável”. “Não é uma solução radical”, referiu explicando ter sido sempre esta a postura defendida pelo presidente da Câmara Municipal desde que se começou a estudar a alteração ao trânsito naquela zona. “Eu sempre disse que não queria uma medida radical”, reforçou José Carlos Alexandrino.

O vereador José Carlos Mendes, do movimento “Oliveira do Hospital Sempre” disse concordar com as alterações, entendendo até que outras ruas da cidade também deveriam passar a sentido único.

LEIA TAMBÉM

João Brito atónito com “campanha eleitoral a favor do PS” por parte da Câmara ao aprovar hoje mais 10 subsídios a instituições

O vereador do PSD João Brito está atónito com aquilo que classifica de falta de …

CNE dá provimento a denúncias do PSD e pede explicações a José Carlos Alexandrino sob alegadas práticas que violam lei eleitoral

A Comissão Nacional de Eleições (CNE) deu provimento a uma queixa apresentada pela concelhia do …