Novo Mapa judiciário entra em vigor segunda-feira, Tribunal de Oliveira do Hospital reduzido Secção de competência genérica e Câmara só discutiu assunto a 24 de Julho

Suspeito de estrangular uma gata em Coimbra vai responder em tribunal

Um homem acusado de maus tratos a animais será julgado por suspeita de ter estrangulado e matado uma gata com um fio de ‘nylon’, em Coimbra, em junho de 2016. O caso para o qual o Ministério Público que tinha proposto o arquivamento acabou por receber o aval de uma uma juíza do Tribunal de Instrução Criminal (TIC) que emitiu hoje “um despacho de pronúncia muito fundamentado, considerando que a prova indiciária era suficiente para que haja uma probabilidade muito razoável de que o arguido tenha cometido mesmo o crime”, disse aos jornalistas o presidente da associação Gatos Urbanos, Jorge Gouveia Monteiro, à saída do tribunal.

A gata Camila tinha sido encontrada enforcada com um fio de ‘nylon’ a 23 de junho de 2016, no logradouro do prédio do arguido, em Coimbra. E o arguido é acusado do crime de maus tratos a animais, “dos quais resultou a morte” da gata, informou o presidente da Gatos Urbanos. “Estamos satisfeitos porque vai a julgamento”, frisou Jorge Gouveia Monteiro, apesar de tecer algumas críticas à investigação da PSP, onde houve “falta de celeridade” e de “algumas diligências que poderiam ter sido muito importantes e que podem resultar num julgamento menos eficaz”.

“A decisão de hoje e a condenação que esperamos obter em julgamento é importante como uma mensagem deixada à comunidade e à sociedade” de que, quando um animal é morto ou mal tratado, deve apresentar-se queixa, como fez a dona da gata, Ondina Ferreira que se mostrou “muito satisfeita” com a decisão da juíza, considerando que tem “sido um processo emocionalmente muito difícil”.

LEIA TAMBÉM

Candidato do PSD acusa executivo Tábua de não reflectir nas contas dívidas de 1,5 milhões

O candidato do PSD à Câmara Municipal de Tábua, José Pereira, acusa o actual executivo …

Incêndios destruíram mais 500 hectares em Seia

Autoridade Nacional de Protecção Civil alerta para risco de incêndios nos próximos três dias

O Comando Nacional de Operações de Socorro (CNOS) da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC) …