O antigo empresário de Oliveira do Hospital suspeito de ter participado, com outros dois indivíduos, num alegado assalto a um comerciante de Sabugueiro ficou em prisão preventiva.

Suspeitos do violento assalto no Sabugueiro ficaram em prisão preventiva

Depois de terem sido ouvidos por um juiz do Tribunal Judicial de Seia até cerca da 1h30 da manhã de sábado, os três indivíduos que são acusados de, na manhã de sexta-feira, terem participado num violento assalto a um conhecido comerciante de Sabugueiro, Francisco Patrão, vão agora aguardar julgamento em prisão preventiva.

Os três suspeitos – no qual se inclui um antigo proprietário, de 57 anos, de uma queijaria de Meruge -, estão acusados de terem esfaqueado violentamente aquele empresário ligado ao sector dos lacticínios, com o objectivo de lhe retirarem uma “pasta negra” que, segundo uma informação avançada pelo Correio da Manhã, conteria dinheiro.

Depois de presentes a tribunal, os suspeitos encontram-se agora em prisão preventiva no estabelecimento prisional da Guarda.

LEIA TAMBÉM

Dominado fogo que hoje se reacendeu em Tábua

O incêndio florestal que deflagrou na terça-feira no concelho de Tábua, que esteve em fase …

Incêndios destruíram mais 500 hectares em Seia

Incêndio de Tábua reacendeu-se e mobiliza centenas de bombeiros

O incêndio que ontem deflagrou em Tábua, está novamente activo. O reacendimento aconteceu ao início da tarde …