Televisões põem-se de fora da campanha eleitoral autárquica

Os três principais canais de televisão – RTP, SIC e TVI – não fazer a cobertura da campanha eleitoral autárquica. A notícia é avançada na edição desta terça-feira do jornal “Público” que cita os directores de informação dos três canais.

As televisões garantem que não têm meios para fazer a cobertura de acordo com as exigências feitas pela Comissão Nacional de Eleições (CNE).

RTP, SIC e TVI dizem que não se trata de posição concertada, mas devido à “interpretação restritiva da lei” feita pela CNE, todas preferem não emitir imagens de arruadas, idas a mercados ou comícios.

Assim, depois de terem decidido não realizar debates para as autárquicas, as três televisões de sinal aberto e os respetivos canais de informação pagos não darão qualquer notícia sobre ações de campanha dos candidatos às câmaras municipais e assembleias de freguesia.

A lei exige que todas as candidaturas, independentemente da sua dimensão ou influência, tenham igual tratamento por parte dos órgãos de comunicação social, por isso, se se fizer a cobertura de uma ação de campanha de um candidato em Lisboa, terá que se fazer dos restantes oito. As televisões dizem não ter meios para tal e reclamam critérios editoriais para selecionar a informação.

Aquilo que os espectadores poderão ver nos ecrãs, nas próximas três semanas, serão apenas os líderes partidários a comentar ou a discursar, ainda que em ações de campanha dos seus candidatos autárquicos, unicamente sobre temas com impacto nacional como o desemprego, a “troika” ou as rescisões na função pública.

rr.pt

LEIA TAMBÉM

Mortes em acidente em Tábua no acesso ao IC6

Dois homens morreram hoje na sequência de uma colisão frontal entre duas viaturas ligeiras numa …

Funcionário público detido na região de Viseu por apropriação de objectos apreendidos judicialmente

PJ deteve em Trancoso desempregado por alegada violação de criança

A Polícia Judiciária (PJ) anunciou hoje a detenção de um homem de 34 anos, em …