Treinador ambicioso, atletas com carácter: eis a receita para a nova temporada que a AD Nogueirense pretende tranquila no campeonato nacional

O treinador do AD Nogueirense é um técnico ambicioso. Frontal. Não foge às suas responsabilidades. Explica que o objectivo primordial é a permanência e evitar o calafrio da época passada. Mas coloca sempre ao lado deste pragmatismo,  a possibilidade de ir mais além. “Estou aqui com o plantel que queria dentro das limitações orçamentais e assumo a total responsabilidade por todos os que aqui se encontram. Pediram-me a manutenção. Essa é a principal meta. Mas temos de saber que existem outros objectivos. É muito difícil, mas nem que sejam só cinco por cento de possibilidades temos de nos agarrar e esgotar essa percentagem ”. Rui Vale é assim. Assume sem rodeios que pretende fazer brilhar o clube, jogadores e equipa técnica.

Rui Vale treinador do NogueirenseOntem, na apresentação da equipa para uma temporada que pretendem menos atribulada que a anterior, em que o clube apenas garantiu na manutenção no Campeonato Nacional Prio nos “play-off”, o técnico repetiu várias vezes que o seu objectivo pessoal é atingir outros patamares no futebol. Tal como aqueles com quem vai trabalhar. Daí que, explique, os jogadores tenham sido escolhidos atendendo fundamentalmente a duas qualidades: carácter e ambição. “Prefiro ter 21 homens, a ter 21 jogadores. De um homem pode-se fazer um jogador, já de um jogador é complicado fazer-se um homem”, conta, enquanto no sintético do Estádio de St. António, os “seus” jogadores vão dando os primeiros toques na bola.

A autoconfiança e cordialidade de Rui Vale chegam a impressionar. “Tenho a convicção que vamos fazer um bom trabalho. Estou muito satisfeito com o plantel”, sublinhou, ele que na época passada assumiu o comando com a temporada em andamento. O que não é exactamente a mesma coisa que planear toda uma época. Talvez por isso, enfatize agora que a responsabilidade sobre as escolhas dos elementos com quem irá trabalhar é sua e só sua. Foi precisamente essa liberdade que ofereceram, dentro das limitações orçamentais, que o levou a permanecer no clube. “Sei que eles [futebolistas] também querem fazer outra vida dentro do futebol, atingir outras metas. Sinto que no fim da temporada eles vão sair daqui mais jogadores e preparados para o futuro”, vai explicando Rui Vale, para quem só o êxito permite vingar num mundo complicado como o do futebol. “Tenho sonhos e sei que para chegar lá tenho de ter sucesso”.

equip+a nogueiComo único representante do concelho, após a despromoção aos distritais o FC Oliveira do Hospital, a AD Nogueirense tem agora uma responsabilidade acrescida. Mas ao contrário daquilo que seria de esperar o orçamento não aumentou. Pelo contrário, encolheu. “Dentro destas condicionantes tenho uma equipa à minha medida, falta um ponta-de-lança e um ou outro acerto”, repete, descrevendo que da temporada passada transitaram 11 atletas, foram promovidos dois juniores e mantém uma enorme confiança em muitos elementos das camadas jovens do emblema que se encontram a fazer a pré-temporada com os seniores. “O plantel vai ter 21 jogadores, porque existem aqui jovens com muita qualidade que podem vir a ser chamados no futuro”, frisa.

O actual director desportivo que deverá manter funções na próxima direcção do emblema que será eleita na próxima terça-feira reconhece que esta temporada o controlo financeiro será bem mais apertado. Nada, porém, que retire a Rui Fernandes confiança numa temporada sem sobressaltos. “Temos ambições e se conseguirmos chegar ao segundo lugar vamos discutir a subida”, sublinha. Tudo, contudo, de forma contida. “Temos a noção que a subida à II Liga não pode ser com qualquer plantel ou qualquer estrutura. Mas não vamos virar a cara à luta”, explicou este director que não escondeu as dificuldades de um emblema do interior de lutar de igual para igual com equipas do litoral e de grandes centros urbanos. A solução passa, rematou, por uma aposta consistente na formação, algo em que o clube promete manter uma aposta forte.

Grupo D do Campeonato Nacional Prio onde se encontra a AD Nogueirense

GRupo série D

LEIA TAMBÉM

Caça praticamente proibida no concelho de Oliveira do Hospital até Maio de 2018

A caça está proibida até 31 de Maio de 2018 nas zonas consumidas pelos fogos, …

Capoula Santos apresentou em Oliveira do Hospital novas medidas de apoio aos agricultores afectados pelos fogos

O Ministro da Agricultura apresentou, ontem, em Oliveira do Hospital, as novas medidas de apoio …