Triatleta de Oliveira do Hospital terminou em 26º o Iroman de Lanzarote e foi quinto no seu escalão, mas só amanhã sabe se vai à prova rainha do “homem de ferro” no Hawai

O atleta de triatlo Rafael Delaunay Gomes, de Oliveira do Hospital, conseguiu hoje o quinto lugar no seu escalão, dos 30 aos 34 anos, na prova de IRONMAN de Lanzarote e foi o 26º sexto na classificação geral numa das provas mais emblemáticas do circuito Internacional da modalidade e que contou com 1786 participantes (terminaram 1730). A extraordinária prestação deste professor de educação física, que participou na qualidade de amador, deixando muitos profissionais para trás, só não foi melhor devido a uma avaria na bicicleta.

130202 d7 2546 (Small)Um incidente que o impediu de entrar nos quatro lugares de acesso ao campeonato do mundo dos “homens de ferro” que se disputa no Hawai. Lanzarote só apurou quatro (sendo que Rafael estava convencido que seriam cinco). Ficou a um lugar. A esperança, agora, é que um dos elementos que ficaram à sua frente desista, amanhã, da prova rainha, abrindo-lhe assim a possibilidade de realizar o seu sonho.

“Isso é muito frequente acontecer, até porque a participação na competição dos Estados Unidos é dispendiosa. Acredito que ainda posso conseguir uma ‘slot’ de entrada. Tenho de aguardar até amanhã às 11 horas”, conta o atleta português que viu a prova ser ganha pelo profissional italiano Alessandro Degasperi com o tempo de 8h56’49’’ contra as 10h08,09’’ que ele gastou para cumprir o percurso composto por 3,8 quilómetros de natação, os 180 de bicicleta e os 42,1 da maratona.enter the water (Small)

“A prova correu-me muito bem, com excepção da parte do ciclismo em que sofri uma avaria. E essa foi essa a fase mais difícil, até pelo vento forte que se fazia sentir”, explicou no final da prova que decorreu nas Canárias CBS, onde ficará até amanhã.

Rafael Delaunay Gomes chegou à parte da maratona na 70ª posição. Mas esta é a sua componente mais forte do triatlo. Conseguiu recuperar 44 lugares. Acabando na 26ª posição, numa competição que contava com quase cinco dezenas de profissionais.

“Foi uma das provas mais complicadas que disputei, não só pelo elevado número de profissionais, mas também pela forte concorrência dos amadores. Este é um resultado fantástico para mim, estou muito satisfeito”, confessou, sem esconder uma ponta de orgulho pelos profissionais que, a certa altura, passou a ver pelo retrovisor. “Ainda foram vários”, sorri, mostrando uma forte fé que um dos elementos desista para lhe permitir cumprir o sonho de marcar presença no Hawai.

Números oficiais de Rafael Delaunay Gomes

aaaaaa

aaaqsewrqqwe

LEIA TAMBÉM

Tomada de posse dos órgãos autárquicos marcada pela tragédia dos incêndios e presidente reeleito aposta em “fazer renascer Oliveira do Hospital”

Não foi uma tomada de posse normal dos novos responsáveis pelo munícipio. Os discursos inflamados …

António Lopes apresenta denúncia no MP contra as autoridades do concelho oliveirense por entender que pode existir “crime de homicídio por negligência” na tragédia dos incêndios

O eleito à Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, António Lopes, apresentou ontem uma denúncia …