Coberturas em falta nos passadiço da Escola Básica do 1º Ciclo de Oliveira do Hospital devem ser colocadas em breve depois de mais de um ano à espera

Mais de um ano depois, devem ser colocadas as coberturas em falta nos locais que ligam os edifícios da Escola Básica do 1º Ciclo de Oliveira do Hospital

A Escola Básica do 1º Ciclo de Oliveira do Hospital está sem parte das coberturas das ligações entre os edifícios há mais de um ano. Uma deficiência que tem obrigado alegadamente os alunos mais jovens, em dias de mau tempo, a fazerem o percurso para o refeitório à chuva. O problema há muito que é do conhecimento da Câmara Municipal, que tem a responsabilidade de fazer a manutenção dos edifícios do ensino pré-escolar e do 1º ciclo do ensino básico. Mas só agora é que esta a ser tratado e deverá ficar resolvido. “Foi uma herança que recebi e reportei a situação de imediato à autarquia”, referiu ao Correio da Beira Serra o recém-empossado director do Agrupamento de Escolas, Carlos Carvalheira.

“Tive uma reunião com a senhora Vereadora da Educação e com o senhor Presidente e foi-me garantido que o problema seria rapidamente resolvido. Existe o compromisso de repor rapidamente os telheiros”, explicou ao Correio da Beira Serra este responsável, aguardando agora que o problema seja resolvido. “Foi uma das primeiras medidas que tomei, precisamente por me parecer que aquela não era a situação mais correcta para os alunos”, frisou.

Coberturas em falta nos passadiço da Escola Básica do 1º Ciclo de Oliveira do Hospital devem ser colocadas em breve depois de mais de um ano à espera

O vice-presidente da autarquia, José Francisco Tavares Rolo, explicou ao CBS que o assunto já está a ser resolvido. “Já foram pedidos orçamentos para a obra e as coberturas serão colocadas logo que possível. Esse assunto foi abordado quando o novo elenco directivo do Agrupamento reuniu com o município”. O autarca sublinhou ainda que na mesma escola já foram efectuadas intervenções interiores, bem como a pavimentação do recinto exterior. “Só em manutenção dos edifícios escolares que tem a seu cargo, a Câmara despende por ano entre 75 a 100 mil euros. Mesmo assim temos de atender a prioridades como foi, por exemplo, a colocação recentemente de um novo telhado da escola de Seixo da Beira. Foi uma situação inesperada que teve de ser resolvida rapidamente”, explica.

O assunto da cobertura dos locais por onde circulam os alunos, porém, arrasta-se, pelo menos, desde Junho de 2013, altura em que o então vereador e ex-presidente da autarquia Mário Alves chamou a atenção para este problema. O CBS falou com Mário Alves que, contudo, este recusou-se a prestar declarações. Limitou-se a confirmar que alertou várias vezes para este assunto, o que se encontra descrito em actas. De facto, numa reunião ocorrida nesse mês, o vereador sublinhou “o mau estado em que se” encontravam “os telheiros da Escola Básica do 1º Ciclo de Oliveira do Hospital”, adiantando que, apesar de já ter referido este assunto em anteriores reuniões da Câmara Municipal, “as situações não têm tido desenvolvimentos”. A acta refere ainda que o ex-presidente chamou a atenção dos responsáveis para necessidade de uma “rápida solução destas questões por considerar que são importantes”.

Mário Alves, em Agosto de 2013, voltou a referir-se ao assunto. Repetindo mais uma vez o mau estado em que se encontram os referidos telheiros. Em Setembro voltou a lembrar o Executivo que o assunto continuava por solucionar. Apesar dos apelos, as coberturas não foram colocadas durante todo o ano lectivo.

Apesar deste facto, José Francisco Tavares Rolo faz questão de sublinhar que a educação é um pelouro ao qual o município “dedica muito cuidado”. “No total, em todas as suas vertentes, existe investimento anual de dois milhões de euros nesta área”, assegura. E refere que o cuidado é tal que a autarquia procedeu recentemente ao arranjo do estacionamento da Escola Secundária de Oliveira do Hospital, uma obra que até era da competência do Ministério da Educação.

 

LEIA TAMBÉM

Tomada de posse dos órgãos autárquicos marcada pela tragédia dos incêndios e presidente reeleito aposta em “fazer renascer Oliveira do Hospital”

Não foi uma tomada de posse normal dos novos responsáveis pelo munícipio. Os discursos inflamados …

António Lopes apresenta denúncia no MP contra as autoridades do concelho oliveirense por entender que pode existir “crime de homicídio por negligência” na tragédia dos incêndios

O eleito à Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, António Lopes, apresentou ontem uma denúncia …

  • São umas atrás das outras

    Para caminhos particulares, não falta o bago, para o caminho do lar, foi o que se viu, agora com as crianças, é o que se está a ver.
    Vamos esperar pelo Euromilhões da água, para vermos estas desgraças resolvidas.

  • atenta

    Acho bem que se invista na educação, pois é nas nossas crianças que está o futuro. Mas não percebi porque é que as crianças precisam de sair para o recreio para almoçar!?
    o meu filho sai da sala e vai para o refeitorio…e tb não estão a falar dos meninos do jardim de infancia, porque esses comem dentro do seu jardim…
    Bem, coisas da politica…

  • Adolfo

    Olha, o CBS já tem jornalista !! Será que ha dinheiro pra 2 ordenados ?! para pagar a este e aos que estão em divida ?

    • 100 mil patacos

      Ó Adolfo, também estás a arder? Quanto é que te calhou?
      Nunca vi nenhum queixar-se? Estão aí todos em Oliveira, e não se consta que saiam da porta do CBS, antes pelo contrário, há um que o carteiro não o consegue contactar. Ouvi falar que só esse, são mais de 100 mil patacos!

  • Avisa, avisa

    Então o Mário Alves fartou-se de avisar e nada?
    Olha nessa altura, o que era preciso, eram festas. Lá queriam eles saber da cobertura.

  • Só me Gozam

    Só me gozam…Volta Mário Alves.Estás perdoado.Lendo as actas da Câmara de facto, verifica-se que fez e bem, o seu trabalho. Para festas do queijo, voltas, Expos e outras festanças, nunca falta nem há atrasos…O que nos vale é que se preocupam com a educação…Como seria se não se preocupassem.Vão ver a lista dos apoios, no site da Câmara, e vejam para onde vai o dinheiro. Apoio aos estudantes, 180 mil. dizia a vereadora na última AM, que era incomportável. Vejam na lista onde o dinheiro é gasto .Depois não há natalidade…Vão apostando na bola e daqui a uns anos, digam -me quem têm para a jogar..! Ó Adolfo: O CBS tem jornalista e consta-me, está a incomodar. Não viste a resposta do Lopes ao Leitão? Dizia lá que o antigo director e fundador devia 59 mil mais juros.Paga tudo e sobra muito.Não conseguiste ler? Que pena..! O PS parece que também se esqueceu, não viste, e mais uns tantos…Só dá capitalistas… Só tenho quem me goze!!!

  • Coberturas? Só para a Malta

    Penso que a Srª Vereadora e o restante elenco camarário, não colocaram a cobertura, para não atrair mais alunos para Oliveira, contribuindo assim para a manutenção sem fecho das escolas e infantários das aldeias e vilas periféricas.
    Esta governação pensa muito à frente. Já estão a pensar em não pôr a cobertura ainda este ano, pelas razões anteriormente expostas.
    Sr Presidente, faz muito bem, caso tenha que gastar o dinheiro, faça-o numa cobertura de um “amigo da malta”.

  • Ah! pois é…

    Um centro escolar decente para na cidade de Oiveira era bom, pois há muito que merece. Quando houve dinheiro todos os concelhos souberam aproveitar, nós ficámos a chuchar no dedo, ficámos com uma rasca ampliação, mal dimensionada, que até os alunos do 4.º ano continuam noutra escola…Pois, pois Mário Alves é que percebia disto!

  • Ah, pois é!

    A cidade de Oliveira já merecia há muito um centro escolar de jeito.
    Nos outros concelhos existem, os presidentes da altura todos souberam puxar dinheiro p o concelho. Nós nada, chuchámos no dedo, o Mário Alves quando havia dinheiro não soube pensar como os outros. Mas ainda assim lhe pedem para voltar, é preciso lata!

  • Garotices

    O dono deste blogue, que há huns anos chegou a ser acusado de corrupção e a noticia até veio no jornal cá da terra, pensa que é com a mentira e com os comentários anónimos que aqui escreve que se LAVA e transforma num homem com caráter ou num homem de bem. Está muito enganado. Aqui nunca ninguém foi acusado de corrupção.

    Tem juízo rapaz que com a velhice já ninguém tem pachorra para aturar as tuas vinganças.Tinhas um brinquedo, não soubeste utiilizá-lo e agora fazes birra por tudo e por nada.

    • Faz-te homem

      Acusado pode ser qualquer um, a sentença qual foi?
      Tem juízinho, mesmo com a acusação infundada deram-lhe uma maioria absoluta.

  • Garoticies

    O engraçado é que o dono do blogue quando tinha um brinquedo chamado assembleia municipal dizia bem de tudo. Andava nas mesmas festas, pavoneava-se por toda a parte e estava tudo mais que bem. Tiraram-lhe o brinquedo só pela simples razão de que não o sabia utilizar e agora é o que se vê. É como as crianças. BIRRA atrás de BIRRA. Vê se te enxergas ó bacalhau sueco. Volta para o SC da Covilhã. O problema é que aí abriram a pestana cedo e não perderam tempo a pôr-te os patins.

    • Faz-te homem

      Tiraram??? Vamos ver quem tira e o quê?
      Para já, chamar de “brinquedo” à entidade máxima do concelho, é assombroso. Reflecte o respeito que têm por o que a Assembleia representa, ou seja, os Oliveirenses.

  • Só me Gozam

    Mas queres ver que foi o Lopes que tirou as telhas, ou é ele que tem que as pôr? Então porque é que o Lopes ganhou a Birra, Ó “campeão”? Lê as actas da Assembleia, especialmente a de Fevereiro, quando o Lagos lhe disse uma coisa parecida com a tua.Vai lá ler. Está lá bem explicado. Ele embirrou muito e durante muito tempo.Está escrito em várias actas e declarações do Alex. “Brinquedo”…pois é como vocês pensam a Assembleia.Um “brinquedo” para bater palmas …Não estais a gostar do novo jornalismo?Não foi este que o Mário Alves teve sempre? Não é deste que o Concelho precisa.Olha lá,também foi o Lopes que pediu à Santaovaiense para pôr o cartaz? O Povo está é a ficar farto de festas e bola.Não dás conta? Olha que a onda está a crescer…muito..Tens alguma dúvida que PS, já era..?

  • Memória de elefante

    O Jornal do Lopes insiste nas notícias de encomenda, mas não dá conta das contradições que o encomendador dá ao escriba.
    Então óh AL tens o descaramento de dizer “Volta Mário Alves.Estás perdoado”!?!

    Então oh AL não te lembras do tempo em que todos os concelhos fizeram modernos centros escolares e a cidade de Oliveira do Hospital fez uns remendos na antiga escola primária?

    Não te lembras que Oliveira do Hospital, por opção do Mário Alves ficou sem um centro escolar moderno, com todas as condições, como por exemplo, refeitórios, biblioteca, zonas de recreio, para além de modernas salas de aula?

    Estás a dizer que a culpa das insuficientes condições da escola primária de Oliveira do Hospital são do actual executivo? Isto só mesmo na versão das notícias de encomenda!!

    Ora lê esta notícia do Correio da Beira Serra, de Maio de 2009, sob o título: “Oliveira do Hospital vai ter dos piores centros escolares da região”:

    «Oliveira do Hospital vai ter dos piores centros escolares da região

    27 de Maio de 2009 169 vizualizações.

    Oliveira do Hospital não aproveitou os dinheiros do QREN, e vai ficar ‘para trás’…

    Oliveira do Hospital não aproveitou os fundos comunitários disponibilizados pelo Quadro de Referência Estratégico Nacional (QREN) para a construção de centros escolares e, nos próximos anos, tende a ser um dos municípios da região com piores equipamentos, ao nível do 1º Ciclo de Ensino Básico e jardins de infância.

    CMOH desperdiça oportunidade dos dinheiros do QREN

    Tendo optado pela adaptação/transformação da Escola Básica da cidade de Oliveira do Hospital num centro escolar, a Câmara Municipal de Oliveira do Hospital desperdiçou uma excelente oportunidade para construir um centro escolar consentâneo com os dias de hoje.

    Essa é a conclusão que se retira quando, numa incursão por alguns municípios da região, se observa o que está a acontecer no panorama da Educação.

    Enquanto que Oliveira do Hospital está a realizar, nesta área, um investimento de cerca de 430 mil euros – comparticipado pelo QREN com 299,471,80 mil euros –, no vizinho concelho de Seia, a autarquia local decidiu apostar na construção de raiz de um moderno centro escolar, através de um investimento de 3.628,854,04 milhões de euros. Só o financiamento do QREN para aquele equipamento, ascende a 2.214.471,27 milhões de euros.

    O edifício, de linhas futuristas e que já utiliza as energias renováveis, entra em funcionamento no próximo ano lectivo.

    O projecto é da autoria do arquitecto Miguel Krippahl, e o novo equipamento está a ser construído num terreno com 1,35 hectares junto às Piscinas Municipais e à Escola Básica do 2º e 3º Ciclos Dr. Guilherme Correia de Carvalho.

    Em declarações ao jornal local Porta da Estrela, o presidente da Câmara, Eduardo Brito, explicou que a área de influência daquele centro abrangerá toda a população estudantil da Cidade, ao nível do jardim-de-infância e do 1º ciclo. Para o efeito, estão a ser construídas 17 salas de aulas para o 1º ciclo e quatro salas de actividades para o pré-escolar, incluindo uma sala polivalente. O projecto vai ainda assegurar, para além da continuidade das valências existentes nos edifícios escolares em funcionamento, a criação de novos espaços destinados a serviços de refeições e de recursos/biblioteca, bem como salas polivalentes multifuncionais, que se destinam à realização de diversas actividades lúdicas e educativas, sala de informática, sala de professores, reprografia, auditório para 50 lugares, espaços lúdicos e desportivos exteriores e espaço exterior de estacionamento.

    Quanto aos actuais edifícios, a autarquia vai proceder à sua venda em hasta pública – excepto o da escola centenária Adães Bermudes, também conhecida por escola Afonso Costa.

    Mas Seia, não se ficou por aqui, já que a autarquia local tem já em “intenção de adjudicação” o centro escolar de S. Romão, com um custo superior a um milhão e 200 mil euros. Paranhos da Beira também está na lista, embora o processo esteja mais atrasado.

    O objectivo central destes investimentos – com recurso a dinheiro da União da Europeia (UE) –, consiste na modernização do parque escolar, concentrando-se num único equipamento todos os serviços educativos das escolas básicas e dos jardins-de-infância.

    Arganil também faz grande aposta na Educação

    Na linha da frente encontra-se também o município de Arganil, governado pelo jovem autarca social-democrata, Ricardo Alves.

    Na freguesia de S. Martinho da Cortiça – com cerca de 1.500 habitantes –, a imagem é elucidativa da aposta que os municípios vizinhos de Oliveira do Hospital estão a realizar nesta área.

    O Correio da Beira Serra visitou também o Centro Escolar de Coja, uma localidade com pouco mais de 1.500 habitantes, que no início do próximo ano lectivo passa a contar com novas instalações.

    Só para se ter uma ideia da dimensão do que está a acontecer na região, refira-se que a construção deste equipamento representa um esforço financeiro – 1.172,667,00 milhões de euros – quase três vezes superior àquele que Oliveira do Hospital está a realizar na Escola Básica da cidade. A UE financia o projecto com 806,407,24. Ou seja: só a comparticipação comunitária, representa quase o dobro do dinheiro que a autarquia de Oliveira do Hospital decidiu gastar nas suas principais instalações escolares da cidade.

    Mas Arganil não se fica por aqui, pois para a sede do concelho, também está já prevista a construção de um outro centro escolar – com financiamentos comunitários –, num investimento de um milhão e oitocentos mil euros.

    Estas prioridades de investimento – Oliveira do Hospital optou por gastar grande parte dos seus recursos financeiros na construção de um parque de estacionamento subterrâneo –, vão começar a trazer resultados já no arranque do próximo ano lectivo.

    No regresso à escola, e entre municípios tão próximos, as assimetrias de desenvolvimento, no campo da Educação, vão-se acentuar. Oliveira do Hospital volta a perder competitividade.»

    Isso é que é uma vergonha!
    Aqui é que as crianças foram prejudicadas.
    Quando podiam ter uma escola moderna, têm uma velha escola remendada. E o responsável por esta má opção, tomada no período de 2005 a 2009, ainda vem exigir aquilo que não quis fazer.
    AL para além do descrédito político vê lá se arranjas um bocado de coerência.
    Não acertas uma!
    É o VELHO problema das encomendas…

    • Questões

      Onde estão as crianças?
      Está tudo a fechar, só estás a dar razão ao MA.
      Só pergunto? Onde e como estaríamos se o MA tivesse ganho as eleições?

      • Pai

        Onde estão as crianças?

        Algumas, do 1.º ano, tiveram que ser matriculadas em S. Paio de Gramaços por sobrelotação das instalações da escola da Cidade, outras (3 turmas) vão frequentar o 4.º ano na sede do Agrupamento.

        Acresce o facto de terem “desmembrado” algumas turmas (2.º e 3.º anos) da escola da cidade para poderem acolher os alunos vindos da escola encerrada por ordem do Governo PSD/CDS, com a conivência da Delegada Regional de Educação, que por coincidência é a única vereadora eleita pelo PSD em Oliveira do Hospital.

        • Filho e Espírito Santo

          A Cristina Oliveira, que vá lá pôr a cobertura.
          Afinal, ela é que é a culpada.
          Ela, já devia era ter lido as actas anteriores, e questionado o porquê da escola ainda estar naquela miséria.
          O Mário Alves questionou 4 ou 5 vezes.

        • xpto

          Se os miúdos fossem matriculados nas escolas da sua área de residência, provavelmente nem estaria a EB1 de Oliveira sobre-lotada, nem as outras em risco de fechar/ fechadas por falta de alunos!

    • Palavra de Honra

      Estás com o medo que “o poder da palavra” vença “a palavra do poder”?
      Então foge, porque mesmo alterando e deturpando as interpretações e falando por meias verdades é o que vai acontecer.
      O Evangelho de João abre com : “E no principio era o Verbo”.

  • Yasser Arafat

    A falarem de coberturas? Poupem-me…queremos é festas!

    • Assurancetourix Das Beiras

      Yasser… Mas não foi!

  • Yasser Arafat

    Mas caso seja mesmo preciso, liguem ao técnico de jornalismo e marketing da CMOH…ele dá o orçamento e faz o ajuste directo!

    • Educação acima de tudo

      Qual técnico? Director.
      Dobrem a língua faz favor.

  • Só me Gozam

    Eles andam a ficar nervosos..! Inventam, atiram verdes, já começaram a perceber que a coisa tá preta. E como não são burros já começaram a perceber o ambiente.Está tudo a perder o medo de falar e já ninguém acredita nesta Câmara…Vão fazendo contas à vida e vão deitando os olhos a um empreguito…Doze vezes perguntou o Mário Alves, em reuniões de Câmara quanto ganhava e o que fazia o agora director de comunicação. Com a transparência que caracteriza este executivo, nunca chegaram a dar uma resposta clara e concreta…uns democratas… Onde é que viste o Lopes falar no Mário Alves?

  • António Lopes

    E queria eu moralizar este pessoal..! Estranha “democracia”!!! O que faz correr esta gente,desta maneira..?

    Distrital de Braga Até os mortos têm quotas socialistas em dia

    Foram 2.294 os militantes que, de súbito, ficaram com as quotas atualizadas na
    distrital de Braga do Partido Socialista, quando há sensivelmente cinco
    anos não procediam ao seu pagamento. E de entre este leque
    contabilizam-se pessoas que, entretanto, faleceram, emigraram ou estão
    acamadas. O insólito está a agitar as eleições para aquela distrital
    ‘rosa’, conta a edição desta terça-feira do Diário de NotDe um lado está um candidato ‘segurista’. Do outro, um candidato ‘costista’. No meio, o alegado pagamento maciço de quotas em atraso, contemplando pessoas mortas, doentes acamados ou emigrantes.
    O caso reporta ao PS de Braga, que conta com dois candidatos de
    polos opostos no âmbito das eleições distritais. De acordo com o Diário
    de Notícias, 2.294 militantes há mais de cinco anos inativos ficaram,
    repentinamente, com as quotas pagas, tendo sido despendidos para esse
    efeito 123.876 euros. E quem pagou este montante?

    Ora, a direção nacional do PS, a quem a Comissão Organizadora do
    Congresso (COC) de Braga para o Secretariado Nacional do partido
    solicitou “o completo e integral esclarecimento do processo de
    regularização do pagamento das quotas”, escusou-se a fazer prova
    documental desse mesmo pagamento, indica o Diário de Notícias, que cita a
    exposição daquele órgão, em que estão representadas as duas fações no
    seio do partido.

    Os argumentos apresentados pela direção nacional ‘rosa’ para
    justificar a recusa prendem-se com a não autorização para o tratamento
    de dados pessoais por parte de visados, bem como com a quebra do sigilo
    bancário que tal divulgação acarretaria.

    Ainda a propósito deste insólito, o presidente da COC de Braga,
    António Ramalho, observa, no entanto, que tem dúvidas face ao efetivo
    pagamento das quotas, uma vez que “nos ‘mentideros’ ouvem-se muitas
    histórias”

  • Memória de elefante

    Anda sempre aqui o mesmo “vira-nomes” a opinar. Como se sabe tem tempo livre.
    – Olha lá, o Mário Alves questionou 5, 54 ou 554 vezes? As vezes que quiseres…
    MAS NÃO FEZ, o que depois veio questionar. Não percebeste?
    Vê lá se metes na cabeça, o Mário Alves podia ter feito um centro escolar moderno com todas as comodidades e conforto para os alunos, funcionários e professores…MAS NÃO O FEZ!
    Mas depois veio mandar “umas bocas” por causa de umas chapas nos cobertos!!!
    E sabes que mais, havia (HAVIA) dinheiro no QREN. 85% de apoios para fazer um novo centro escolar em Oliveira do Hospital.
    Esse é um erro de visão desse Presidente de Câmara que ninguém vai apagar.
    Aliás, na altura isso mesmo foi bem criticado, pelo sempre crítico, AL, que não perdeu a oportunidade para desencar no Alves.
    Agora uma coisa podes ter a certeza: há erros que não vamos deixar esquecer…

    • Zé Mário

      O maior erro não foi tirar o Mário, foi pôr Zé.
      Que agora se vê, que o Zé nunca chega aos calcanhares do Mário, vê.
      Foi pior a emenda do que o soneto.
      Também verdade, é que a cobertura está descoberta.

      • Assurancetourix Das Beiras

        Nem com directores de Comunicação e Marketing se faz uma cobertura bem feita?

        • Zé Mário

          Esperemos que as contas, não estejam a descoberto.