Um homem detido em Viseu por suspeita de incêndio florestal

A GNR anunciou hoje a detenção de um homem e a identificação de um outro, em Tarouca e Mangualde, respectivamente, por crimes de incêndios florestais resultantes da queima de sobrantes. “Ambas as ocorrências terão resultado do descontrolo das chamas durante a realização da queima de sobrantes, tendo ardido um total de seis mil metros quadrados”, refere a GNR, em comunicado.

Segundo a mesma fonte, o homem de 58 anos foi detido em flagrante delito, em Tarouca. O suspeito de 42 anos foi apenas identificado, em Mangualde.

Desde o início do ano, o comando territorial de Viseu da GNR já “registou 13 crimes de incêndio florestal, elaborou 13 contra-ordenações no âmbito da gestão das faixas de combustível devido à falta de limpeza de terrenos, deteve três pessoas e identificou dez, por suspeita a prática do crime de incêndio florestal”.

LEIA TAMBÉM

Governo lança hoje financiamento de 36 milhões para recuperar floresta das áreas ardidas, sendo 4 milhões para o Pinhal Interior

O Governo lança hoje concursos faseados de apoio à floresta, por região do país, no …

À Boleia Autor: André Duarte Feiteira

O país da Maria, do Manuel, das cunhas e dos tachos! Autor: André Duarte Feiteira

Que bonito é Portugal! Um país à beira mar plantado, com um clima afortunado e …