Exmo. Sr. Director do Jornal.

Depois de uma leitura atenta pela última edição do jornal que V. Exa. superiormente dirige, não pude ficar indiferente a duas notícias que referiam o facto do Sr. Presidente da Câmara ter dito que trata todos os Presidentes de Junta de igual forma e a indignação do Sr. Carlos Rocha sobre os actuais militantes do PSD.

Um Presidente “vingativo”

Eu fiz parte da Junta de Freguesia de Alvoco das Várzeas como secretário da Junta, eleito pelo Partido Socialista. Pela leitura que fiz desse artigo, apenas concordo com o Sr. Presidente, e aí ele fala verdade, que tem o vício de receber os autarcas nos corredores ou nas escadas porque foi aí que me recebeu quando com ele queria tratar dos assuntos da Freguesia.

Relativamente à forma como o Sr. Presidente tratou os autarcas das freguesias, não posso concordar. O Sr. Presidente fala inverdades, pois nós em Alvoco sentimos na pele, o facto de representarmos uma Junta Socialista. Desde que tomámos posse, foram enviados vários ofícios a solicitar reuniões atrás de reuniões, fomos à Câmara pessoalmente e deixávamos a mensagem à sua Secretária, que muito solicita escrevia num papel que a Junta de Alvoco esteve presente e solicitava uma reunião e que entregaria esse recado ao Sr. Presidente.

Lembro-me perfeitamente, que apenas fomos recebidos pelo Sr. Presidente pela primeira vez, um ano e quatro meses depois de termos sido eleitos. Uma vergonha, até porque sabíamos que outros Presidentes no mesmo espaço de tempo eram recebidos com muita frequência.

Depois disso, recordo que fui recebido apenas por duas vezes e nas escadas, onde tinha que expor ao que vinha e esses assuntos eram ali mesmo resolvidos e lembro-me do Sr. Tesoureiro da Junta ter sido recebido também apenas por duas vezes, nos corredores.

Recordo outro episódio caricato que se passou comigo. Cheguei às 9h15 à Câmara e esperei pelo Sr. Presidente que não tinha chegado ainda. Às 9h45, chegou o Sr. Presidente de uma Junta de Freguesia que me fez companhia até chegar o Sr. Presidente e já convencido que teria de esperar mais um pouco até eu ser atendido. Qual não é o meu espanto ao ver o Sr. Presidente da Câmara entrar na sala de espera e sem se preocupar com a ordem de chegada chamou o meu colega autarca e me deixou plantado na sala até às 12h00, quando sou informado pela sua secretária que é melhor eu ir embora pois o Sr. Presidente tinha informado que precisava de ir almoçar e não me podia atender.

Todos iguais mas todos diferentes. Este era realmente o lema do Sr. Presidente, que me chegou a dizer, depois de tanta insistência minha para ser recebido, que escusava de lá voltar, pois só reconhecia o Presidente da Junta e não o Secretário.

Em 4 anos de mandato a Junta de Alvoco foi recebida 5 vezes. Eu questiono, como pode alguém responder aos anseios do povo se o apoio do poder central não era reconhecido, dado nem ouvido. Isto era a forma de secar a Junta Socialista, para que esta não pudesse actuar e assim poder ser dito que éramos incapazes. Propusemos vários projectos que foram recusados. Nesses 4 anos a Câmara empedrou o caminho do Parente ao Candam e a Junta solicitou a inauguração dessa obra, o Sr. Presidente recusou fazer essa inauguração e agora quantas inaugurações já fez o Sr. Presidente da Câmara em Alvoco com a actual Junta PSD? Todos iguais mas todos diferentes.

Mas não são só os Presidentes de Junta que são tratados de forma diferente. Os munícipes que pensam de forma diferente da dele, como eu, também o são. Não posso negar que o Sr. Presidente tem um conflito comigo por eu ter feito parte de uma Junta Socialista, mas também não posso deixar passar em claro o facto do Sr. Presidente da Câmara ser vingativo e aplicar a sua fúria por vezes em quem nada tem a ver até com a política. Essa vingança calculista, é feita de uma forma mal-educada, digna de quem não tem sentimentos, nem sabe respeitar o ser humano. Todos iguais mas todos diferentes.

Relativamente ao Sr. Carlos Rocha, que, fazendo o seu papel de pai, vai lutando conforme pode e sabe para manter o seu filho na autarquia, tenho apenas de comentar que não deve estar preocupado com os militantes socialistas no PSD. Quem tem telhados de vidro corre o risco de ver a pedra que atirou ao ar partir-lhe as telhas.

Em Alvoco, o Sr. Carlos Rocha, sabe perfeitamente que houve militantes socialistas que entregaram os seus cartões de militante cor de rosa e passaram a ter cartões de militante cor de laranja e que depois disso, de certeza, pelo seu mérito, passaram a trabalhar na Câmara. Hoje esses novos militantes laranjas, conseguiram inscrever as suas famílias, anteriormente socialistas e que agora são sociais democratas com direito a voto e estão do lado do seu filho. Tal como afirma no seu texto jornalístico, são estes os militantes que espera ver entrar na sede do partido para votar e que garante nunca serão sociais democratas?

Pois é, nunca ninguém fala que não tenha que se lhe diga. Eu tenho confiança no futuro deste concelho.

Helder Madeira

LEIA TAMBÉM

“Se quiseres ser bom Juiz ouve o que cada um diz”

Solicito a publicação de uma carta que recentemente foi dirigida ao Sr. Presidente da Assembleia de Freguesia de Meruge.

Carta ao Director

Exmº Senhor Director do CBS: