O 25 de Abril é uma data que está a ficar muito estereotipada. Portugal tem que ser reinventado...

Uma Mensagem de Abril

Trinta e cinco anos depois da Revolução dos Cravos, Portugal precisa de uma outra “revolução”.

Abril tem que ser recordado, mas com um novo “suplemento de alma”. A liberdade e o conhecimento são o grande património do ser humano.

Temos, por isso, que combater a ignorância e lutar contra os que ousam tolher-nos a liberdade. Pois, como dizia a canção, “uma gaivota voava, voava, asas de vento, coração de mar. Como ela, somos livres, somos livres de voar”!

Aos 90 anos, o meu Pai terminou anteontem o seu ciclo de vida. Estou fragilizado, mas nesta data que despertou a minha consciência para os valores da Liberdade, deixo aos leitores do correiodabeiraserra.com uma música de um Homem que sempre correu pela Liberdade: Zeca Afonso.

LEIA TAMBÉM

A síndrome de Javert e o espírito de Abril. Autor: Renato Nunes

Javert, o icónico inspector do romance Os Miseráveis, escrito por Victor Hugo no século XIX, …

Da promessa à efetiva criação do Plano Nacional para as demências. Autor: José Carreira

A Alzheimer Portugal há muito que tem vindo a defender um Plano Nacional para que …