Vagos demasiado forte

O Sampaense já esta época venceu o Porto e o Ginásio Figueirense, desta feita tinha pela frente mais uma equipa poderosa e recheada de bons atletas no seu plantel, entre eles João Reveles que já foi campeão pela formação beirã.

A história do jogo não foi muito favorável à equipa visitante que viu desde cedo o Vagos e jogar num ritmo elevadíssimo, condicionando a forma de jogo do Sampaense.

Sempre muito rápidos os atletas da casa pressionaram sempre muito próximo do meio campo atacante dos visitantes e com jogadas de contra-ataque muito eficazes fizeram render com naturalidade os frutos dessa pressão constante ao adversário.

O jogo exterior do Sampaense teimou em não aparecer e em poucos minutos o Vagos conseguiu uma vantagem confortável perante a pouca capacidade de resposta da equipa beirã.

Sempre sem baixar o ritmo, as unidades estrangeiras da equipa da casa destacaram-se pelo seu poder físico e eficácia, pontos que a defesa do Sampaense não conseguiu anular durante toda a partida.

O jogo terminou com a vitória justa do Vagos que dominou desde inicio todos os momentos do jogo, justificando a sua boa qualificação na LPB.

O MVP da partida foi Dan Coleman com 27 pontos e 9 Ressaltos. Em igual destaque no Vagos estiveram Ricardo Hill com 20 pontos e Grant Billmeier com 14 pontos.

No Sampaense evidenciaram-se Kendell Craig com 14 pontos e Jorge Sing e Juan Wyatt com 13 pontos.

LEIA TAMBÉM

Gouveia recebe Campeonato Mundial Trial de motos

O Parque da Senhora dos Verdes, em Gouveia, vai receber, entre os dias 23 e …

Luís Mota voltou a vencer as 100 milhas do Oh Meu Deus – Ultra Trail Serra da Estrela

O atleta Luís Mota, do Clube do Benfica de Abrantes, venceu as 100 milhas do …