Stands e tendas

Valores pagos pela CM de Oliveira do Hospital nos últimos quatro anos no aluguer de tendas e stands para a ExpOH é uma das mais recentes preocupações de António Lopes

Os 20.885 euros pagos pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital durante a última ExpOH com o aluguer das tendas e stands parecem constituir uma das mais recentes preocupações do deputado municipal António Lopes. Este eleito enviou ontem mais um requerimento ao presidente da Assembleia Municipal daquela autarquia a solicitar as cópias das facturas pagas pelo município nos últimos quatro anos referentes a estes serviços, bem como o preço por unidade e as dimensões dessas unidades. Lopes, que pretende ainda saber qual o funcionário que, ao abrigo da lei, é responsável por facultar os documentos solicitados à autarquia, quer conhecer também os valores gastos em igual período com o aluguer de tendas e stands para as feiras de queijo anuais da cidade.

Considerando que, segundo a Lei e Acesso aos Documentos Administrativos, as autarquias locais são obrigadas a nomear um responsável para facultar os documentos que sejam solicitados ao município, António Lopes aproveita o actual requerimento para pedir que lhe indiquem quem é o funcionário encarregue dessa tarefa. “Várias vezes me tem sido dito para consultar os documentos na Câmara Municipal. Sem conceder, pois não abdicamos a que nos sejam fornecidos todos os que temos solicitado, pretendemos consultar e adquirir fotocópias de alguns documentos pelo que solicitamos a identificação e localização do funcionário a quem nos devemos dirigir, dentro do normal horário de funcionamento”, explica ainda aquele eleito na missiva enviada ao presidente da Assembleia Municipal.

O deputado parece também considerar exagerado o valor pago (12.750 euros) na aquisição de telas em lona PVC para a edição deste ano da EXPOH. António Lopes requer, por isso, cópia da factura do fornecimento daqueles bens móveis, com o respectivo preço por metro quadrado e unidade. “Se for caso disso, isto é no caso de o fornecimento ter sido efectuado, como supomos em pequenas peças”, pode-se ler no requerimento.

LEIA TAMBÉM

Silêncio do Governo sobre IC6 no lançamento da requalificação do IP3 deixa José Carlos Alexandrino desagradado

O presidente da Câmara Municipal de Oliveira do hospital mostrou-se “bastante desagradado” com o Governo, …

CTT oferecem veículos a bombeiros de Oliveira do Hospital e de Castelo Branco

Os CTT – Correios de Portugal doaram dois veículos às corporações de bombeiros de Oliveira …

  • Politicalex

    A “coisa” está ficar linda…! Tá , tá…Cheira-me a “esturro”…

    • Faz-me o nó à gravata

      Cheira-te a esturro? A mim cheira-me a ajeitanço, e do forte.
      Ai Mário, Mário, tinha-lo posto na ordem, agora este palerma põe-o a tomar conta do graveto. É uma alegria…