Stands e tendas

Valores pagos pela CM de Oliveira do Hospital nos últimos quatro anos no aluguer de tendas e stands para a ExpOH é uma das mais recentes preocupações de António Lopes

Os 20.885 euros pagos pela Câmara Municipal de Oliveira do Hospital durante a última ExpOH com o aluguer das tendas e stands parecem constituir uma das mais recentes preocupações do deputado municipal António Lopes. Este eleito enviou ontem mais um requerimento ao presidente da Assembleia Municipal daquela autarquia a solicitar as cópias das facturas pagas pelo município nos últimos quatro anos referentes a estes serviços, bem como o preço por unidade e as dimensões dessas unidades. Lopes, que pretende ainda saber qual o funcionário que, ao abrigo da lei, é responsável por facultar os documentos solicitados à autarquia, quer conhecer também os valores gastos em igual período com o aluguer de tendas e stands para as feiras de queijo anuais da cidade.

Considerando que, segundo a Lei e Acesso aos Documentos Administrativos, as autarquias locais são obrigadas a nomear um responsável para facultar os documentos que sejam solicitados ao município, António Lopes aproveita o actual requerimento para pedir que lhe indiquem quem é o funcionário encarregue dessa tarefa. “Várias vezes me tem sido dito para consultar os documentos na Câmara Municipal. Sem conceder, pois não abdicamos a que nos sejam fornecidos todos os que temos solicitado, pretendemos consultar e adquirir fotocópias de alguns documentos pelo que solicitamos a identificação e localização do funcionário a quem nos devemos dirigir, dentro do normal horário de funcionamento”, explica ainda aquele eleito na missiva enviada ao presidente da Assembleia Municipal.

O deputado parece também considerar exagerado o valor pago (12.750 euros) na aquisição de telas em lona PVC para a edição deste ano da EXPOH. António Lopes requer, por isso, cópia da factura do fornecimento daqueles bens móveis, com o respectivo preço por metro quadrado e unidade. “Se for caso disso, isto é no caso de o fornecimento ter sido efectuado, como supomos em pequenas peças”, pode-se ler no requerimento.

LEIA TAMBÉM

Atropelamento mortal em Candosa, concelho de Tábua

Mulher morreu hoje em Oliveira do Hospital vítima de atropelamento na EN17 junto ao Lidl

Uma mulher, com 60 anos, morreu ao final da manhã de hoje na sequência de …

João Paulo Albuquerque acusa PS por não concluir IC6, pelo menos, até 2030

João Paulo Albuquerque considera que o IC6 não é uma prioridade, mas sim uma necessidade …

  • Politicalex

    A “coisa” está ficar linda…! Tá , tá…Cheira-me a “esturro”…

    • Faz-me o nó à gravata

      Cheira-te a esturro? A mim cheira-me a ajeitanço, e do forte.
      Ai Mário, Mário, tinha-lo posto na ordem, agora este palerma põe-o a tomar conta do graveto. É uma alegria…