Os ventos fortes que, esta noite, se fizeram sentir e que deverão persistir ao longo do dia – nas terras altas as rajadas podem atingir os 100 quilómetros por hora – provocaram algumas situações como a queda de árvores e estragos em espaços públicos.

Ventos fortes derrubaram árvores e obrigaram bombeiros a intervir

No concelho de Oliveira do Hospital, as duas corporações de bombeiros – Oliveira do Hospital e Lagares da Beira – foram chamadas para a desobstrução de algumas vias onde se verificou o derrube de árvores.

Ao diário online do Correio da Beira Serra, Emídio Camacho comandante dos bombeiros de Oliveira do Hospital deu conta de queda de árvores na Coitena e na Bodadela e fez ainda referência à necessidade de substituição de uma telha na Escola Profissional da cidade.

Já António Pinto, comandante da corporação de Lagares da Beira fez alusão a quatro pedidos de auxílio para limpeza de vias em Lagares e ao longo da EN 230 entre Ervedal da Beira e Felgueira Velha.

Na zona sul do concelho, o vento não terá provocado danos a comprovar pela inexistência de pedidos de ajuda junto da corporação de bombeiros da cidade.

Nas primeiras horas da manhã eram ainda visíveis alguns estragos causados na cidade. Toldos de espaços comerciais rasgados, cadeiras de plástico a vaguear por algumas ruas e ramos de árvores eram exemplo de estragos causados pelos ventos fortes.

Esta quarta-feira, sete distritos do Continente e as ilhas açorianas do Grupo Central estão sob alerta laranja, o terceiro de uma escala de quatro, devido à previsão de vento forte. Os distritos em causa são Vila Real, Bragança, Viseu, Guarda, Castelo Branco, Portalegre e Faro, com este último ainda sob alerta amarelo por causa da chuva e agitação marítima.

Dos distritos com alerta amarelo, para Beja, Setúbal, Lisboa e Leiria está prevista chuva, vento forte e agitação marítima, enquanto para Coimbra, Aveiro, Porto, Braga e Viana do Castelo o Instituto de Meteorologia prevê vento forte e ondulação alta.

LEIA TAMBÉM

Dominado fogo que hoje se reacendeu em Tábua

O incêndio florestal que deflagrou na terça-feira no concelho de Tábua, que esteve em fase …

Incêndios destruíram mais 500 hectares em Seia

Incêndio de Tábua reacendeu-se e mobiliza centenas de bombeiros

O incêndio que ontem deflagrou em Tábua, está novamente activo. O reacendimento aconteceu ao início da tarde …