Os eleitos socialistas que integram o executivo camarário de Oliveira do Hospital manifestaram-se descontentes, pelo facto de não terem recebido convite para comparecerem na cerimónia de inauguração do novo infantário da Fundação Aurélio Amaro Diniz (FAAD).

 

Vereadores socialistas querem ser convidados

Imagem vazia padrão“Gostaria de participar nessas cerimónias. Congratulo-me pelas obras, mas tive pena de não ter estado presente”, sentenciou José Ribeiro de Almeida aludindo também ao facto de não ter sido convidado para a inauguração do lar de idosos da Cordinha.

Também a vereadora Maria José Freixinho pediu explicações ao presidente da Câmara sobre o assunto, por julgar ter-se tratado de uma falha dos serviços na entrega da correspondência aos vereadores da oposição. “Não me chegou nenhum convite. Ainda me telefonaram, mas a casamentos e baptizados só vai quem é convidado”, sustentou.

Apesar de ter estado presente na inauguração do infantário, José Francisco Rolo confirmou a não recepção do convite e justificou a presença com um telefonema que lhe foi feito.

Em face das observações dos vereadores, o presidente da Câmara constatou que, de facto, a FAAD não enviou convites aos eleitos socialistas, porque – como disse – eles também não chegaram à Câmara Municipal. “Eu recebi um convite em nome individual. Quando chega por ofício eu encaminho o convite à totalidade do executivo”, explicou Mário Alves. O autarca lamentou o sucedido, considerando tratarem-se de “situações aborrecidas, porque a administração da FAAD deveria ter acautelado essa comunicação”.

LEIA TAMBÉM

Viva o 25 de Abril! Sempre! Autor: João Dinis, Jano

Ao 25 de Abril de 1974 e à nossa magnífica “Revolução dos Cravos” se colou …

António Lopes

António Lopes junta acórdão do TCANorte para reforçar acusação no processo contra o município de Oliveira do Hospital

O ex-presidente da Assembleia Municipal (AM) de Oliveira do Hospital António Lopes pediu ao Tribunal Administrativo …