Nelas presta homenagem pública à figura do escanção

Vila de Nelas presta homenagem pública à figura do escanção

A vila de Nelas, no âmbito da 23ª Feira de Vinhos do Dão, que irá decorrer na Praça do Município, entre os dias 5 e 7 de Setembro, vai prestar uma homenagem ao escanção. Nelas, recorde-se, é o único local do país – e que se saiba, no mundo – que tem uma estátua dedicada à esta profissão que se encarregue de sugerir vinhos (entre outras bebidas), cuidando da compra, armazenamento e rotação dos mesmos na cave. Outra das suas funções passa por elaborar cartas de vinho em restaurantes.

A estátua foi inaugurada no ano de 1966, e foi inspirada na figura do escanção Fernando Ferramentas, que na época trabalhava no Hotel Aviz, em Lisboa, onde o então Presidente da Junta de Turismo das Caldas de Felgueiras, Eurico de Amaral ia almoçar algumas vezes. Daí nasceu uma boa amizade e a certeza de que a figura do escanção era fundamental para sugerir e vender bons vinhos. “Já nessa época o meu pai tinha a noção da importância que o escanção tinha na restauração. Logicamente, percebeu que a promoção do vinho da região do Dão teria de passar por estes profissionais”, afirmou o filho do então Presidente da Junta de Turismo, também ele de nome Eurico de Amaral e actual proprietário da Quinta da Fata, em Nelas. “A estátua foi uma forma de prestar a justa homenagem pelo que os escanções fizeram pelo vinho do Dão”, sublinhou.

A cerimónia está agendada para as 9h00 do dia 6 de Setembro (Sábado), no Largo Tavares, e terá a presença de Eurico Amaral (que ainda hoje tem na sua posse a prova de autor da estátua do escanção que o escultor ofereceu a seu pai), da Vereadora da Câmara Municipal de Nelas, Sofia Relvas; e do Presidente da Associação dos Escanções de Portugal, Rodolfo Tristão, entre outras personalidades e escanções convidados.

 

LEIA TAMBÉM

Tomada de posse dos órgãos autárquicos marcada pela tragédia dos incêndios e presidente reeleito aposta em “fazer renascer Oliveira do Hospital”

Não foi uma tomada de posse normal dos novos responsáveis pelo munícipio. Os discursos inflamados …

António Lopes apresenta denúncia no MP contra as autoridades do concelho oliveirense por entender que pode existir “crime de homicídio por negligência” na tragédia dos incêndios

O eleito à Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital, António Lopes, apresentou ontem uma denúncia …

  • Dr. Lacrau

    E depois do adeus…

    Depois de terem levado à falência a Adega Cooperativa de Nelas — vários dos figurões que entretanto por lá pontificaram até arruinarr esta Adega, andam agora armados em artistas da vinhaça. Deviam é ser todos presos a pão…e vinagre…