Vila Franca da Beira não aceita encerramento de Escola do 1º CEB

 

… a contestação da Junta de Freguesia local que, em carta envida àquela estrutura, considera tratar-se de um “atentado à democracia” e uma “violação dos direitos objetivos das crianças”.

A política de encerramento das escolas do 1º ciclo de ensino básico com reduzido número de alunos volta a assombrar o concelho de Oliveira do Hospital.

Em Vila Franca da Beira, a população e Junta de Freguesia já estão em estado de alerta e garantem tudo fazer para evitar que a escola, que naquela localidade acolhe o alunos vilafranquenses e de Aldeia Formosa, seja forçada ao encerramento.

“Esta freguesia reserva-se no direito de tudo fazer para impedir tamanha violação dos nossos direitos e dos direitos das crianças”, avisa o presidente da Junta de Freguesia, João Dinis, que em carta enviada à diretora regional de Educação do Centro informa da oposição manifestada pelos agentes educativos locais ao princípio de encerramento da escola de Vila Franca da Beira.

Uma posição que o autarca espera que venha a merecer a consideração daquela estrutura regional, no sentido de não levar por diante o encerramento da escola vilafranquense, atualmente frequentada por 12 alunos, e com perspetiva de aumento já no próximo ano letivo.

Irredutível, João Dinis avisa porém que em caso de a DREC e ministério de Educação não recuarem na intenção de encerramento, tal postura será entendida como “incontornável afronta” à vontade de todos os que se opõem ao encerramento.

“Um atentado à democracia”, chega a considerar Dinis no documento dirigido a Cristina Oliveira, onde também considera aquele “eventual desenlace” como “uma violação dos direitos objetivos das crianças”, perpetrada pela DREC e demais responsáveis pelo ministério da Educação.

Num “redobrado apelo” à continuidade da EB1 de Vila Franca da Beira, o autarca lembra que aquela escola tem merecido a preocupação quer da Câmara Municipal, quer da Junta de Freguesia que nela têm investido no sentido de a dotar de condições necessárias à boa prática educativa. Um investimento que – sublinha João Dinis – não se esgota no domínio financeiro e tem passado sobretudo no campo do carinho e da atenção.

“Nada pode pois justificar o encerramento desta magnífica escola a não ser arrogância governativa e falta de respeito pela democracia e pelos direitos das crianças”, entende João Dinis que nesta luta conta o apoio da população, agrupamento de escolas de Ervedal da Beira, Conselho Municipal de Educação., Câmara Municipal e Comissão Social Inter -Freguesias da Cordinha.

Travanca de Lagos e Senhor das Almas também estão na lista negra

Na lista de escolas a encerrar já no próximo ano letivo, a EB1 de Vila Franca da Beira surge a par das escolas de Travanca de Lagos e Senhor das Almas.

Ainda que o encerramento da EB1 de Senhor das Almas já estivesse previsto pelo facto de dispor apenas de uma sala de aula e de os alunos ali afetos passarem a integrar a escola de Nogueira do Cravo, o mesmo não se passa com Vila Franca da Beira e Travanca de Lagos (22 alunos), havendo já a registar a oposição da Câmara Municipal àquela pretensão da DREC.

“A posição da Câmara é de defesa de ambas as escolas, até porque a tendência é para aumento do número de alunos”, referiu a vereadora da Educação da Câmara Municipal ao correiodabeiraserra.com, notando ainda que, por princípio, a posição da autarquia vai no sentido de evitar o encerramento de estabelecimentos de ensino.

Para Graça Silva, “este não é o momento ideal para o encerramento de ambas as escolas, dado que até se prevê o aumento do número de alunos”.

LEIA TAMBÉM

“O presidente diz que Oliveira está na moda. Adarnela só se for na moda da idade da pedra. Não tem água, nem saneamento”

Quem chega a Adarnela, no concelho de Oliveira do Hospital encontra uma localidade dividida entre …

Cemitério de Nogueira do Cravo vai ser ampliado

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta-feira o alargamento do cemitério de …