Vila Franca da Beira não aceita encerramento de Escola do 1º CEB

 

… a contestação da Junta de Freguesia local que, em carta envida àquela estrutura, considera tratar-se de um “atentado à democracia” e uma “violação dos direitos objetivos das crianças”.

A política de encerramento das escolas do 1º ciclo de ensino básico com reduzido número de alunos volta a assombrar o concelho de Oliveira do Hospital.

Em Vila Franca da Beira, a população e Junta de Freguesia já estão em estado de alerta e garantem tudo fazer para evitar que a escola, que naquela localidade acolhe o alunos vilafranquenses e de Aldeia Formosa, seja forçada ao encerramento.

“Esta freguesia reserva-se no direito de tudo fazer para impedir tamanha violação dos nossos direitos e dos direitos das crianças”, avisa o presidente da Junta de Freguesia, João Dinis, que em carta enviada à diretora regional de Educação do Centro informa da oposição manifestada pelos agentes educativos locais ao princípio de encerramento da escola de Vila Franca da Beira.

Uma posição que o autarca espera que venha a merecer a consideração daquela estrutura regional, no sentido de não levar por diante o encerramento da escola vilafranquense, atualmente frequentada por 12 alunos, e com perspetiva de aumento já no próximo ano letivo.

Irredutível, João Dinis avisa porém que em caso de a DREC e ministério de Educação não recuarem na intenção de encerramento, tal postura será entendida como “incontornável afronta” à vontade de todos os que se opõem ao encerramento.

“Um atentado à democracia”, chega a considerar Dinis no documento dirigido a Cristina Oliveira, onde também considera aquele “eventual desenlace” como “uma violação dos direitos objetivos das crianças”, perpetrada pela DREC e demais responsáveis pelo ministério da Educação.

Num “redobrado apelo” à continuidade da EB1 de Vila Franca da Beira, o autarca lembra que aquela escola tem merecido a preocupação quer da Câmara Municipal, quer da Junta de Freguesia que nela têm investido no sentido de a dotar de condições necessárias à boa prática educativa. Um investimento que – sublinha João Dinis – não se esgota no domínio financeiro e tem passado sobretudo no campo do carinho e da atenção.

“Nada pode pois justificar o encerramento desta magnífica escola a não ser arrogância governativa e falta de respeito pela democracia e pelos direitos das crianças”, entende João Dinis que nesta luta conta o apoio da população, agrupamento de escolas de Ervedal da Beira, Conselho Municipal de Educação., Câmara Municipal e Comissão Social Inter -Freguesias da Cordinha.

Travanca de Lagos e Senhor das Almas também estão na lista negra

Na lista de escolas a encerrar já no próximo ano letivo, a EB1 de Vila Franca da Beira surge a par das escolas de Travanca de Lagos e Senhor das Almas.

Ainda que o encerramento da EB1 de Senhor das Almas já estivesse previsto pelo facto de dispor apenas de uma sala de aula e de os alunos ali afetos passarem a integrar a escola de Nogueira do Cravo, o mesmo não se passa com Vila Franca da Beira e Travanca de Lagos (22 alunos), havendo já a registar a oposição da Câmara Municipal àquela pretensão da DREC.

“A posição da Câmara é de defesa de ambas as escolas, até porque a tendência é para aumento do número de alunos”, referiu a vereadora da Educação da Câmara Municipal ao correiodabeiraserra.com, notando ainda que, por princípio, a posição da autarquia vai no sentido de evitar o encerramento de estabelecimentos de ensino.

Para Graça Silva, “este não é o momento ideal para o encerramento de ambas as escolas, dado que até se prevê o aumento do número de alunos”.

LEIA TAMBÉM

Cemitério de Nogueira do Cravo vai ser ampliado

A Assembleia Municipal de Oliveira do Hospital aprovou na sexta-feira o alargamento do cemitério de …

LMAN promove “peregrinação” ao Santuário de Nossa senhora das Preces em Vale de Maceira

A Liga de Melhoramentos Desporto e Cultura de Aldeia de Nogueira (LMAN) vai realizar no …