Vítor Gaspar sai e queixa-se de falta de coesão do Governo

Vítor Gaspar deixa o Governo e, na carta de demissão enviada ao primeiro-ministro, queixa-se da falta de coesão da equipa governativa e avisa Pedro Passos Coelho: “Os riscos e desafios dos próximos tempos são enormes. Exigem a coesão do Governo”.

Gaspar pediu a demissão nesta segunda-feira e vai ser substituído por Maria Luís Albuquerque, até agora secretária de Estado do Tesouro.

A saída de Gaspar, ao fim de dois anos marcados pela aplicação do programa de ajustamento sobretudo pelo lado da receita, acontece numa altura em que o Governo imprime no seu discurso a necessidade de conciliar a estratégia da austeridade com medidas que promovam o crescimento da economia. Isso mesmo foi vincado pelo próprio ministro das Finanças, quando, em Maio, afirmou que, depois do ajustamento, chegará “o momento do investimento”.

Vítor Gaspar, que traçou como uma das suas principais bandeiras o regresso de Portugal aos mercados de dívida pública, sai a meses de o Tesouro testar em setembro a retoma do financiamento de longo prazo.

publico.pt

LEIA TAMBÉM

idosos

Idoso desaparecido em Trancoso

Os Bombeiros e a GNR estão a procurar um homem de 90 anos que foi …

frio

Frio vai acentuar-se amanhã, mas sem previsão de chuva para os próximos dias

O Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) prevê para amanhã uma descida das …