Home - Outros Destaques - Presidente da CM Oliveira do Hospital retira confiança política a Francisco Rodrigues

Presidente da CM Oliveira do Hospital retira confiança política a Francisco Rodrigues

O presidente da Câmara de Oliveira do Hospital, José Carlos Alexandrino, eleito pelo PS, retirou a confiança política ao actual coordenador dos fundos comunitários da autarquia, Francisco Rodrigues. A notícia é avançada pela Centro TV e foi validada pelo CBS junto de uma fonte próxima que confirmou existir já há algum tempo um mau estar entre o presidente da autarquia e Francisco Rodrigues que, entre outros aspectos, poderá estar conotado com uma futura candidatura no próximo ano contra o PS.

“O Francisco alegadamente estava a tentar candidatar o município a apoios para muitos projectos. Mais do que aqueles que o executivo pretendia e isso desagradou a alguns elementos”, referiu a mesma fonte, frisando que terá sido esse o motivo da ruptura anunciada há algum tempo. Rodrigues, recorde-se, fez parte do gabinete de apoio à presidência de Alexandrino, inicialmente como adjunto e mais recentemente como coordenador para a gestão dos fundos comunitários da autarquia. A CentroTV, citando fonte da Câmara, adianta que a justificação para esta retirada de confiança tem a ver com “deslealdade e boicote”.

Mas há outras versões. E uma  delas prende-se com o facto do executivo não estar a dar o devido reconhecimento a Francisco Rodrigues. “Convém lembrar que as obras em execução foram na sua maioria candidatas a apoios apresentada pelo Francisco que se sente isolado e ver outros elementos do mesmo gabinete fazerem as inaugurações. Obras da escola para retirar o amianto. Para o centro escolar. Para o aumento da zona industrial e criação de um corredor verde até à Bobadela, bem como a criação de um parque na zona do rio de cavalos. Tudo passou pelas mãos de Francisco Rodrigues”, conta a mesma fonte, elencando outros projectos que tiveram alegadamente a contribuição indelével de Francisco Rodrigues, como a criação de apoios à recuperação da zona histórica de Oliveira do Hospital, entre outros. “Mas Francisco não pode ter protagonismo neste executivo. E a população desconhece estes factos”, rematou a mesma fonte.

 

 

LEIA TAMBÉM

Oliveira do Hospital tem mais dois infectados, seis pessoas em quarentena e IPSS de Galizes em alerta

Uma funcionária da Santa Casa da Misericórdia de Galizes e uma mulher da Bobadela são …

União de Freguesias de Lagos da Beira e Lajeosa assaltada

O edifício da Junta de Freguesia de Lagos da Beira, no concelho de Oliveira do …