Home - Opinião - A verdade dos números. Autor: Nuno Tavares Pereira

A verdade dos números. Autor: Nuno Tavares Pereira

Muito se tem falado de números nestes últimos tempos. Mas se por um lado temos os números oficiais, por outro temos os números dos locais. Cada região de saúde tem os seus números, mas depois ainda temos os concelhos com mais números. Sabemos que alguns usam os números que lhes interessam e os transmitem nos dias em que têm agenda, pois nem todos estão obrigados a estar em casa, sem trabalhar e sem rendimento.
.
Mas serão estes números importantes para a população? A minha opinião é clara. Quanto mais precisos forem os números divulgados e se possível por localidade, melhor. Para lutarmos contra este vírus invisível temos de o combater, e esse combate passa por “isolar” os casos e testar.
.
Num cálculo efectuado por alguns concelhos da região temos muitas divergências. Mas vou assumir os dados da DGS,  assumindo como dados da população de cada concelho os da Pordata, que são os números mais atualizados que o próprio estado utiliza. Ora o último relatório de ontem dá conta dos casos por 100 mil habitantes.
.
Temos os dados da Pordata para os seguintes concelhos:
De seguida é muito fácil, pois basta calcular os casos ativos que temos, se multiplicarmos os casos por 100000 habitantes pela população de cada concelho, dividindo por 100000. No final temos o resultado que vos vou mostrar por cada concelho com a respetiva evolução durante o último mês. Porque será que não nos transmitem a verdade dos números? Será que é tão difícil usarmos todos a mesma base de dados para informar a população, pois é do que se trata.
.
Não entendo estas questões e vou continuar a usar os números oficiais da D.G.S. para tirar as minhas ilações e poder partilhar com quem quiser saber o estado de cada concelho.
.
Também seria importante manter o número de infetados total durante toda a pandemia, pois ultimamente esses números desapareceram em alguns concelhos, mas são muito importantes para a população perceber a percentagem de infectados que já houve nos concelhos. Falo isto porque, uma população informada, será uma população menos infectada.
Infelizmente, poderíamos estar a poupar em recursos humanos e financeiros, se todos usassem os mesmos dados, que são bem mais úteis neste momento para salvar vidas…
Aqui ficam os gráficos por concelho:
.
Muita saúde a todos.
.
Autor: Nuno Tavares Pereira

LEIA TAMBÉM

Situação de calamidade em Portugal prolonga-se até 20 de Março

A resolução do Conselho de Ministros que declara a situação de calamidade no âmbito da …

Abel Ferreira sagrou-se bicampeão sul-americano

O treinador português Abel Ferreira vincou, ontem, ainda mais o seu nome na história do …