Home - Últimas - Presidente da ADFP explica como é que um hospital de ponta está encerrado em Miranda do Corvo

Presidente da ADFP explica como é que um hospital de ponta está encerrado em Miranda do Corvo

O Hospital da Compaixão foi construído pela Fundação Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional de Miranda do Corvo. Está concluído, mas continua de portas fechadas. Ao todo, foram investidos 10 milhões de euros. O presidente da Fundação diz ao CBS não entender como é que aquela estrutura, equipada com tecnologia de ponta e 55 camas, está encerrado há dois anos, “por falta de vontade” do Governo em reunir com os responsáveis daquela estrutura. Jaime Ramos, nesta entrevista, explica que a unidade de cuidados de saúde está pronta a funcionar, mas continua encerrado por falta de acordo com o ministério da Saúde. Os doentes continuam a ter de percorrer dezenas quilómetros para terem acesso a cuidados hospitalares, em Coimbra. Explica ainda o que é, e como serve a comunidade, a Fundação Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional . Ver os dois vídeos:

Parte 1

Parte 2

LEIA TAMBÉM

Queda abrupta dos anticorpos da COVID-19 nos idosos após quatro meses da toma das duas doses da vacina

Passados quatro meses após duas doses de vacina contra a Covid-19, há uma “diminuição abrupta” …

Candidatura do PS em Celorico da Beira promete site para munícipes seguirem execução do programa eleitoral ao longo do mandato

A candidatura do Partido Socialista aos órgãos autárquicos do município de Celorico da Beira, representada …