Home - Últimas - Vacinação anti Covid. É preciso descentralizar mais os pontos de Vacinação em Oliveira do Hospital! Autor: João Dinis

Vacinação anti Covid. É preciso descentralizar mais os pontos de Vacinação em Oliveira do Hospital! Autor: João Dinis

Ontem, 12 Fevereiro, fui até à entrada do “posto de vacinação”  anti Covid que abriu dentro do edifício dos Bombeiros Voluntários, em Oliveira do Hospital.

Lá vi eu, idosos a chegarem em automóveis de familiares, depois amparados neles até à entrada do edifício…e do edifício para o automóvel após a “(primeira) picadela”.

Vi uma idosa, amparada por uma familiar ou amiga, que caminhava já frente aos Bombeiros, com dificuldade visível, ao ritmo de uns 35 segundos para cada 10 metros que eu dei-me ao trabalho de fazer essa avaliação, um pouco a “olhómetro” mas de perto e sem grande margem de erro também… Por acaso, nessa altura,  a chuva não caía… 

E como vi dois velhotes (de bengala) a saírem de lá de dentro, falei com eles. Lá me disseram que tinham vindo de táxi (no mesmo táxi) e que iriam para casa outra vez de táxi.  Perguntei-lhes quanto pagam = 20 euros por viagem que residem em aldeia a Sul do Concelho. Ou seja, cada um deles paga 20 euros para se vir vacinar à cidade !  Por acaso não lhes perguntei de quanto é a reforma deles… E brevemente terão de repetir “a dose”…

E não me venham para cá dizer que têm ambulâncias dos Bombeiros para requerer…como se diz por aí, que a haver ambulância haverá apenas para uma minoria dos bem informados ou mais apoiados por terceiros que estamos a lidar com os mais idosos.

Ou seja ainda, é óbvio, e seria mais do que justo, descentralizar a vacinação dos idosos até ao nível de cada aldeia, sobretudo das mais distantes, por todo o País.  E que ninguém me venha para cá dizer que isso é “tecnicamente difícil” e etc que temos visto (televisão) no Brasil equipas específicas a irem vacinar em aldeamentos tribais dentro da selva amazónica…

Aliás, ouvi ontem o “vice Almirante” do tal “destacamento especial” (task force) para a Vacinação, a teorizar acerca da hipótese do aumento (criterioso) dos “postos de vacinação”. 

Então, e os “4 Pontos de Vacinação” no nosso Município ?

E então Sr. Presidente da Câmara ? Lá por ter perdido “a amarela” quanto ao início da Vacinação, não desista da “corrida”, no caso, pela justa reivindicação dos “4 pontos de vacinação” no nosso Concelho !  Senão, simplesmente, não vale a pena (ainda) acreditar em si…e nem sequer falo de mim !

E não me venha para cá dizer – propagandear -. “que ninguém ficará para trás” neste processo…  Muitos idosos estão já a correr o risco de virem a ficar para trás ! 

Já dissemos e repetimos:- e que ninguém nos venha para cá dizer também, perante números insatisfatórios de vacinados, que as Pessoas é que não se quiseram vacinar… Se assim vierem dizer, os principais responsáveis  – e esperamos que isso não aconteça – poderemos vir a ser obrigados a chamar-lhes de aldrabões e de incompetentes, aliás mesmo de tendencialmente criminosos!

Atenção – e hoje são 13 de Fevereiro – reclamo que, em primeiro lugar, o Ministério da Saúde da nossa região divulgue como está a evoluir a Vacinação em cada “posto” criado (ou a criar) – com os números de idosos e outros mais vulneráveis, os convocados e os vacinados – pelo menos a cada semana. 

Isso dar-nos-á a noção mais exacta da situação e das perspectivas imediatas também.  

Pela transparência democrática ! Para corrigir o que for necessário corrigir!  Para salvar vidas!  

 

 

 

Autor: João Dinis, Jano

LEIA TAMBÉM

Cerca de mil habitantes vacinados contra a Covid-19 no concelho de Santa Comba Dão

Cerca de mil habitantes do concelho de Santa Comba Dão já receberam a vacina contra …

Vereador do CDS contra os mais de 100 mil euros pagos pela CM da Covilhã à produtora da telenovela A Serra

Os custos, sob a forma de contrato de publicidade, para a Câmara Municipal da Covilhã …