Home - Outros Destaques - Açude da Ribeira em Oliveira do Hospital “tem o efeito, passe o exagero, das Cataratas do Niágara”

Açude da Ribeira em Oliveira do Hospital “tem o efeito, passe o exagero, das Cataratas do Niágara”

A requalificação da zona de lazer do Açude da Ribeira, um investimento que rondou os 450 mil euros, permitiu transformar um espaço que estava abandonado num espaço ‘instagramável’, garantiu hoje o presidente da Câmara de Oliveira do Hospital no dia da inauguração do espaço. Em declarações à agência Lusa, José Francisco Rolo explicou que este investimento vai ao encontro da estratégia do município, no sentido de valorizar espaços naturais e apostar no turismo de natureza. O autarca disse mesmo que aquele espaço “tem o efeito, passe o exagero, das Cataratas do Niágara”.

“Esta era uma zona que precisava de ser valorizada e cuidada, depois dos incêndios de 2017. Passou-se agora de um espaço que estava abandonado para um espaço ‘instagramável'”. De acordo com o autarca, o investimento, na ordem dos 450 mil euros, contou com uma comparticipação de 375 mil euros no âmbito do Programa Operacional do Centro 2020.

“Esta zona de lazer fica no vale do rio Seia, entre o Ervedal da Beira e Lagares da Beira. Criaram-se acessos às margens do rio Seia, um ponto de estacionamento, um ponto de acolhimento para se desfrutar de toda a envolvente e uma estrutura de visitação, que na prática é uma ponte que serpenteia o rio e que fica em frente ao Açude da Ribeira”, descreveu.

José Francisco Rolo vincou a beleza de uma queda de água, que nos períodos de grande chuva “tem o efeito, passe o exagero, das Cataratas do Niágara”.

“Paralelamente a esta estrutura de visitação, onde pela primeira vez é criada uma estrutura que liga as duas margens, criámos também 15 quilómetros de percursos pedestres circulares, que alimentam a estratégia de turismo verde activo e de natureza”, acrescentou.

No seu entender, esta é “uma aposta ganha”, uma vez que passa a ser “mais um ponto de interesse turístico do concelho e com impacto na economia local”. “Este era um espaço onde as pessoas iam, ao longo dos anos, tomar banho e aprender a nadar. Agora, criaram-se estruturas para aumentar a afluência ao local, permitindo às pessoas desfrutarem daquela beleza natural e daquele magnífico açude, que retém as águas no rio Seia”.

Segundo o autarca, esta é a primeira fase de um investimento e o futuro pode passar “muito provavelmente pela introdução de outras estruturas de visitação no espaço”. “Estamos a avaliar as oportunidades de financiamento, para estudar a possibilidade de criar passadiços em madeira, para estruturar a fruição e visitação integral daquele espaço”, avançou.

À Lusa, vincou ainda que a requalificação da zona de lazer do Açude da Ribeira, inaugurada durante a tarde de hoje, bem como os caminhos do Açude da Ribeira, que ligam o açude à freguesia de Lagares da Beira, é um projecto que “vem do anterior mandato”.

“Ao longo de todo o ano há sempre bons motivos para descobrir e desfrutar deste espaço. É uma obra de muita notoriedade e um espaço muito ‘instagramável’, que turistas e visitantes gostam de registar”, concluiu.

 

LEIA TAMBÉM

EPTOLIVA distinguida com selo bronze da integridade

A Escola Profissional de Oliveira do Hospital, Tábua e Arganil (EPTOLIVA) voltou a ser reconhecida …

PCP participou à  GNR roubo de  placar  metálico em  Oliveira do Hospital e suspeita da Câmara Municipal

O PCP apresentou ontem na GNR de Oliveira do Hospital queixa contra “desconhecidos” por provável …