Home - Opinião - Adeus. Autor: Alexandre Relvas
Alexandre Relvas

Adeus. Autor: Alexandre Relvas

11136809_950427044977220_971461567_n

Quando retirares esta dor

retira-a suavemente num

sonho

para te poder libertar no vento;

sorrir-te-ei quando nas entrelinhas

das

nuvens

o teu coração pulsa

para que a chuva me bata na

face

e quando o sol brilhar

como uma dança na minha alma.

hei-de sorrir quando os teus

pés

lentamente dão pulos num

arco-íris junto da nossa casa;

por fim, viverei sem medo

como gotas de chuva

para me tornar num oceano:

silêncio.

Alexandre RelvasAutor: Alexandre Relvas

LEIA TAMBÉM

«Quem tem telhas de vidro que não atire pedras ao telhado do vizinho…» Autor: Carlos Martelo

Eu cá apreciei o quadro que ilustra a crítica apelidada de «Xuxa Gate» feita pela …

Em Ervedal da Beira, Junta de Freguesia esqueceu-se e até já deixou secar as mimosas!… Autor: João Dinis

Em Ervedal da Beira, Junta de Freguesia esqueceu-se e até já deixou secar as mimosas!… …