Home - Últimas - ADFP de Miranda do Corvo distinguida com prémio Marca Entidade Empregadora Inclusiva 2021

ADFP de Miranda do Corvo distinguida com prémio Marca Entidade Empregadora Inclusiva 2021

A Fundação Assistência, Desenvolvimento e Formação Profissional (ADFP) sediada em Miranda do Corvo foi distinguida como Marca Entidade Empregadora Inclusiva 2021. Um prémio, atribuído pelo Instituto de Emprego e Formação Profissional (IEFP), que recebeu na Alfandega do Porto e que distingue as boas práticas de gestão abertas e inclusivas, relativamente às pessoas com deficiência e incapacidade. “Este prémio somos nós”, pode-se ler na página de Facebook da Fundação.

“A Marca Entidade Empregadora Inclusiva destina-se a promover o reconhecimento e distinção pública de práticas de gestão abertas e inclusivas, desenvolvidas por entidades empregadoras, relativamente às pessoas com deficiência e incapacidade”, explica por seu lado o IEFP.

A Fundação ADFP é uma Instituição de Solidariedade Social, sem fins lucrativos, com estatuto de utilidade pública, que prossegue a actividade da Associação para o Desenvolvimento e Formação Profissional, nascida em Novembro de 1987, e sediada em Miranda do Corvo. Tem como objectivo principal a solidariedade social, contribuindo para a formação de pessoas com deficiência e doentes mentais, apoiando doentes crónicos, crianças, jovens, mulheres grávidas ou com filhos, vítimas de maus tratos, refugiados, sem-abrigo e idosos. Investe em pessoas através da criação e inovação de respostas sociais, orientadas para o convívio intergeracional, a integração de pessoas com deficiência, doença mental ou minorias étnicas, e promoção do desenvolvimento local sustentado.

“É uma Fundação cívica, nascida da livre iniciativa de cidadãos. Não foi criada por um benfeitor, dador, empresa ou estado. Os órgãos sociais, desde o Conselho de Administração, até ao Conselho Estratégico, são desempenhados em regime de voluntariado não remunerado. É uma Fundação comunitária: aposta no desenvolvimento sustentável através da coesão social no seu território de influência. Inovamos para gerar emprego, aumentar receitas e defender valores civilizacionais”, pode-se ler no site da Fundação.

LEIA TAMBÉM

Casos de COVID-19 explodiram em Tábua: 251 novos casos em oito dias

O concelho de Tábua registou 251 casos de COVID-19 nos últimos oito dias e o …

Foi adjudicada, por 7,8 milhões, a requalificação do pavilhão 5 do Hospital da Guarda e ULS avança nos tratamentos oftalmológicos

A Unidade Local de Saúde (ULS) da Guarda anunciou hoje que foi adjudicada a empreitada …