Home - Opinião - Afinal em que país vivemos? Autor: António Lopes.

Afinal em que país vivemos? Autor: António Lopes.

Fazendo uma análise superficial ao resultado das eleições do último Domingo, considerando as euforias e os discursos, positivos e negativos, que tenho ouvido, não posso deixar de me interrogar:

Afinal em que país vivemos?

A verdade e o rigor ainda valem alguma coisa?

“A estrondoso vitória do PS”, resume-se a mais oito Câmaras, a mais 144 674 votos, algo igual a 1,56%..! É motivo de tantas trombetas..?

A “derrota humilhante do PSD” resume-se a oito Câmaras, menos que a CDU. Entretanto, sozinho, perdeu 2904 votos, algo igual 0,067%. Somando as coligações com o CDS subiu 73 276 votos..! Que raio de “derrotas” são estas..? O CDS perdeu 17 672 votos. Perdeu 6 mandatos. “Teve uma “estrondosa vitória”! Ganhou uma câmara a mais! Mas, onde está a vitória..?

A CDU perdeu mesmo 10 Câmaras; 63 501 votos. Nada como “estender a passadeira” ao PS e oferecer-lhe um governo! Aprendeu pouco com a queda, quando apoiou Mário Soares!

A quem interessa todo este alarido falso? Passos Coelho teve uma derrota ou não teve a vitória que precisava? Ter mais 73 mil votos é uma derrota?

Numa manifestação que me escuso de comentar muito, por contraditória, um autarca, em que se diz na condenação que recebia envelopes a troco de licenciamentos, é eleito ou reeleito presidente de Câmara.

Acontece que, foi só, no Concelho considerado o de maior literacia/ conhecimento!

Qual é a moral deste Povo, quando vota desta maneira, para acusar políticos?

Que seriedade política existe, quando somos confrontados com estas realidades? Que futuro estamos a construir?

Autor: António Lopes

LEIA TAMBÉM

Viva o 1º de Dezembro de 1640!  Viva a Independência Nacional! Autor: João Dinis

A perda da independência nacional com os Filipes de Espanha e a “União Ibérica” de …

1°. de Dezembro de 1640. Autor: João Manuel Pais Trabulo

A dinastia espanhola dos Filipes governou o país entre 1580 e 1640. Foram 120 os …